Meio Bit » Baú » Indústria » Aquecimento Global: O que isso tem a ver com TI?

Aquecimento Global: O que isso tem a ver com TI?

29/11/2007 às 13:52

GW.gif Todos nós certamente já escutamos ou lemos a respeito do aquecimento global. Sabemos das conseqüências e também já estamos presenciando os seus terríveis efeitos. Mas qual a relação disso com TI? Bom, para ilustrar de uma maneira bem simples: a vida cotidiana, pelo menos para boa parte das pessoas, depende dos computadores. Computadores precisam de energia e energia não cai do céu, precisa ser gerada. Como a geração e consumo de energia contribui para emissão de gases na atmosfera, quanto mais eficiente esta energia for utilizada, menor será esta emissão de gases; isso sem falar na possibilidade de utilizar métodos de geração de energia sustentáveis como, por exemplo, energia solar.

Uma pesquisa do Gartner, feita pelo analista Simon Mingay, revelou que TI é responsável por 2% de todas as emissões de dióxido de carbono na atmosfera. A mesma pesquisa aponta que caso nada seja feito, estas emissões crescerão de 5% a 10% por ano.

Entretanto, a relação de TI com o aquecimento global não envolve somente o consumo de energia, que por conseqüência gera a emissão de gases, mas sim vários outros aspectos. Neste artigo, vou tratar de um dos componentes desta relação: os Centros de Dados.

Nos EUA, somente os servidores consomem cerca de 1.2% da toda a energia do país, segundo estudo do Prof. Jonathan Koomey, relatado em um documento da EPA (Environmental Protection Agency - Agencia de Proteção Ambiental dos Estados Unidos). Esse consumo gera a emissão de gases na atmosfera, o que contribui para o aquecimento global. Para piorar a situação, caso o uso de energia siga os modelos atuais, o consumo dos centros de dados deve dobrar nos próximos cinco anos. Para mostrar um pouco do desperdício da energia utilizada nestes centros, a Sun estima que 8%-10% dos servidores existentes nos centros de dados não são mais utilizados. Ou seja, estes servidores estão ligados, consumindo energia sem nenhum propósito.

Agora o último mas não menos importante ponto, e vou pedir a sua ajuda aqui: quantos servidores em seu centro de dados estão com as configurações de "Energy Settings" corretas? Pensou? Espero que sejam muitos, pois boa parte dos administradores de sistemas no mundo inteiro não sabe nem que isso existe nos servidores ou sistemas operacionais.

Falando de Brasil, não tenho conhecimento de nenhum estudo ou análise científica da contribuição de TI para este cenário. O que nós todos vivemos é com a sombra do apagão. Isso sem falar que o consumo de energia no Brasil tende a aumentar significativamente nos próximos anos.

Resumindo, os Centros de Dados precisam buscar soluções de forma a utilizar energia de maneira mais eficiente. Vamos a algumas questões que nos ajudaram a amenizar o problema:

• Você precisa de todos os servidores que tem? Pode consolidá-los?
• Experimentem rever seu inventário e desligar alguns "órfãos" e ver se alguém reclama. Acha brincadeira, a Sun fez isso.
• Você pode virtualizar seus servidores e outros componentes de seu centro de dados?
• Caso você já tenha consolidado e virtualizado seu centro de dados, já pensou em diminuí-lo?
• Que outras fontes de energia você pode utilizar?
• Seus processos de compra de equipamento levam em consideração componentes que melhor utilizam energia?
• Você reclica?

Um aspecto muito positivo destas questões é: a resposta para cada uma delas pode levar a corte de custos e eficiência. Portanto, um bom negócio. Você certamente conseguira a atenção de um Diretor ou Gerente de TI sobre o assunto, pois não só poderá ajudar o meio ambiente, como fará a empresa ser mais produtiva e mais eficiente. Em outras palavras, só não ajuda o meio ambiente quem não quer.

Em outro artigo sobre este tema, falarei sobre como alguns países já estão adotando metas de controle de emissão de gases, e como algumas sociedades e mercados já estão se posicionando sobre esta questão. Ser "Green" em alguns países, não é mais opcional, é mandatório.

relacionados


Comentários