Meio Bit » Arquivos » Internet » Obama vai mandar para Irã máquinas que matam fascistas

Obama vai mandar para Irã máquinas que matam fascistas

Obama ataca o Irã com a arma mais eficiente contra um governo totalitário: informação: Liberou a exportação de celulares e laptops para cidadãos daquele país.

01/06/2013 às 23:40

thismachine

Nos anos 1930 e 1940 o músico Woody Guthrie espalhava suas canções de protesto, sempre com um violão adornado com o adesivo “esta máquina mata fascistas”. Era uma lembrança de que se há algo que governos totalitários (ok, qualquer governo) odeiam é o livre e rápido fluxo de informação. Um povo que vive na ignorância é muito mais gerenciável do que um povo bem-informado.

Isso foi visto recentemente, de uma forma que Guthrie nunca sonhou, com informação indo e vindo, pessoas se comunicando mais rápido e eficientemente que qualquer governo é capaz de contra-atacar. O resultado foi algo chamado Primavera Árabe:

egito

Pela primeira vez a informação deixou de estar na mão dos governos, a população interagia através de Twitter, Facebook, fóruns e quando o governo egípcio tentou bloquear as maiores redes sociais, até sites de namoro foram usados para comunicar manifestações, planos e ações.

Agora o Governo dos EUA quer que o Irã prove desse mesmo remédio. Já houve um princípio de Primavera Árabe por lá, brutalmente interrompido pelas forças de Mahmud Ahmadinejad. Um dos motivos dos protestos não terem avançado foi justamente a dificuldade de comunicação entre os manifestantes, causado pelo pouco acesso a tecnologia, causado também pela proibição dos EUA para exportações de tecnologia ao Irã.

A Casa Branca se tocou que estava prejudicando o lado errado, pois o Governo de Teerã consegue a tecnologia que quiser, com ou sem bloqueio. Algo precisava ser feito, e fizeram. Em um documento EXPLÍCITO os EUA vão “tomar ações para facilitar as comunicações do povo iraniano e combater a censura governamental no país”.

Essas ações são principalmente remover as restrições para venda de laptops, celulares, tablets e similares para o Irã, incluindo softwares de criptografia. A cereja do bolo é que a licença especial proíbe a venda para o GOVERNO iraniano ou pessoas ligadas a ele.

Isso é sensacional, pois é um ataque que não pode ser combatido na mesma moeda. É dar ao inimigo do seu inimigo uma arma que não funciona em você. Claro, os EUA não gostam de vazamento de informações, mas eles já tem o Facebook, não podem ser ameaçados com ele.

Fonte: Q

relacionados


Comentários