Meio Bit » Baú » Demais assuntos » É pau, é pedra, é o fim do Camino

É pau, é pedra, é o fim do Camino

Outro dia, outro projeto que se vai. Desta vez é o Camino, talvez o único navegador nativo do OSX fora o Safari. Uma pena.

01/06/2013 às 21:37

camino

Em Fevereiro de 2002 três programadores, Mike Pinkerton, Vidur Apparao e Dave Hyatt divulgaram um projeto, então chamado de Quimera, que agitou o mundo Mac. O Quimera era um navegador web usando o engine Gecko, integrando-o com a API Cocoa do OSX. Escrito em Objective C, Quimera trouxe alento a uma base de usuários cujo único browser decente na plataforma era o Internet Explorer 5.

Depois o nome do projeto mudou para Camino, e o navegador continuou a ser uma ótima opção, mas a contratação do desenvolvedor principal pela Apple, assumindo o projeto do que viria a se tornar o Safari, afetou o grupo. Com o tempo outros desenvolvedores foram seduzidos pelo Google, e convenhamos, trabalhar no Firefox/Chrome de dia e de noite ainda escrever mais browser, meio que cansa.

Mesmo assim o Camino foi sendo atualizado, chegando à sua versão 2.0 em 2009. O projeto andou até 2012, quando lançaram a última atualização, para 2.1.

Agora, 15 meses depois Mike Pinkerton comunicou o que todo mundo sabia: O Camino já era. Não será mais atualizado. Há alternativas suficientes no mundo Mac. O Safari é um navegador decente, há Firefox, Chrome e até o Melhor Browser Que Ninguém Usa tem uma versão OSX também.

Mesmo assim é uma pena. Em minha eterna briga com o Firefox e seus 100% de CPU no Mac várias vezes apelei para o Camino. Que ele descanse em paz.

Fonte: Camino, uai

relacionados


Comentários