Meio Bit » Baú » Fotografia » Magic Lantern e EOS 50D - receita para supervalorização

Magic Lantern e EOS 50D - receita para supervalorização

Graças à nova versão do Magic Lantern, que destrava nas câmeras a chamada “filmagem em RAW”, o valor de câmeras clássicas como a Canon EOS 5D Mark III disparou nos leilões!

31/05/2013 às 15:53

Acho que todo mundo já ouviu falar do Magic Lantern. É uma atualização não oficial para as câmeras da Canon que visam desbloquear funcionalidades que não são nativas no equipamento. Falando especificamente da EOS 50D, o aplicativo liberava a gravação de vídeo no equipamento, o que não era oferecido de fábrica. Aliás, era possível ativar o vídeo em qualquer câmera que tivesse o recurso de live view. A única coisa ruim nisso é que a gravação não possuía áudio, já que microfone não fazia parte dos recursos da câmera (não da para fazer milagre também). Eu sempre quis fazer a mudança em minha antiga 50D, mas sempre ficava o receio. Embora raro, algumas câmeras apresentavam incompatibilidades e simplesmente paravam de funcionar. Já que a mudança não é oficial, a Canon se recusa a fazer manutenção nessas câmeras. Então acabei ficando apenas na vontade, pois não é possível perder a ferramenta de trabalho por conta de uma curiosidade.

Agora, porém, a coisa ficou mais interessante. A nova versão do Magic Lantern destrava nas câmeras a chamada filmagem em RAW, ou seja, sem compressão. Quem utilizou garante que a qualidade do vídeo atinge níveis absurdos e que todas deveriam filmar nesse formato. Os comentários garantem que agora, com essa mudança, a EOS 5D Mark III atingiu todo o seu potencial. Porém, o tempo de gravação nesse formato ainda possuí drásticas limitações e seu uso comercial ainda não é viável. Outro ponto negativo é a necessidade de cartões de memória com grande capacidade e altas velocidades de gravação (mais altas do que os utilizados normalmente para gravações em Full HD). Mas, dentro de todos os testes que foram feitos, existe a indicação de que o melhor vídeo em RAW está sendo entregue pela EOS 50D. Estranho, pois ela é justamente uma câmera que não foi planejada para esse fim. O vídeo abaixo mostra um pouco das capacidades do equipamento filmando em RAW com a nova versão do Magic Lantern e com ISO 12800 (expandido já que o nativo vai até 6400).

E qual foi a consequência de tudo isso? O preço do equipamento disparou nas lojas e sites da internet. Mesmo sendo um equipamento lançado do distante ano de 2008, ainda existem algumas unidades novas a venda em algumas lojas. A câmera, que podia ser encontrada tranquilamente por US$ 500,00, agora está sendo negociada por preços que chegam a US$ 1.500,00. No e-Bay é possível encontrar por US$ 900,00. Muito salgado já que a sucessora, a EOS 60D, que já possuí o vídeo com áudio vindos de fábrica, é encontrada por US$ 700,00.

Sinceramente, acho essa uma valorização falsa. Estamos falando de uma funcionalidade que ainda não é prática, mas apresenta uma curiosidade tecnológica. Com o tempo os valores vão voltar ao patamar normal. Achei o Magic Lantern muito legal, com várias possibilidades para sua câmera. Mas, os riscos são grandes também, pois você pode perder seu equipamento. Para nós que vivemos aqui na periferia do mundo moderno isso pode ser uma bela dor de cabeça, principalmente por conta do preço do equipamento.eos_50D_vídeo

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários