Meio Bit » Baú » Hardware » Um telescópio espacial para chamar de seu…

Um telescópio espacial para chamar de seu…

Planetary Resources além de minerar asteróides quer estimular a participação de gente como a gente, criando um telescópio espacial que qualquer um pode usar.

30/05/2013 às 23:32

arkyd-100-prototype

Em abril do ano passado a Planetary Resources anunciou a primeira proposta séria para exploração comercial do espaço profundo, minerando asteroides. O projeto é bancado por bilionários, cientistas, astronautas, atores de Star Trek, gente desse quilate. Imediatamente caíram nas graças do público, mas há um problema real:

Demora. Pesquisa demora, mesmo com dinheiro, e correm o risco de cair no esquecimento, ou sofrerem cobranças injustas por parte de uma platéia impaciente. Sabendo disso, a Planetary Resources anunciou ontem uma nova etapa do projeto que tem tudo para fazer História.

A idéia é usar o Kickstarter para angariar investidores entre o público, com contribuições de no mínimo US$1,00. Eles querem US$1 milhão, o que pode parecer muito mas para os envolvidos é troco de pinga. O objetivo não é dinheiro, é participação.

“E porque diabos eu daria dinheiro para ricaços espaciais?”

Simples, pequeno gafanhoto comunista: Você está comprando parte de um telescópio espacial, algo que nunca existiu em mãos privadas antes. E o Arkyd é muito mais que um simples telescópio.

Ele terá um conjunto de câmeras que fotografarão o próprio telescópio. Uma dessas câmeras apontará para uma tela LCD no exterior do aparelho. Com US$ 25,00 você poderá enviar uma imagem, que será exibida na tela, fotografada e o resultado enviado para você:

arkydmeme

Contribuições de US$ 200,00 te darão oportunidade de escolher qualquer objeto celeste e capturar imagens. Também haverá disponibilização de tempo de observação para escolas. Isso mesmo, crianças poderão brincar com um telescópio espacial direto da sala de aula.

O Arkyd 100 é o primeiro de uma série de dezenas de telescópios que a Planetary Resources planeja colocar em órbita para identificar candidatos ideais para exploração, e será o primeiro “experimento social” na história do espaço.

A proposta foi bem-recebida, ao menos é o que dá para deduzir pela resposta financeira. Em menos de dois dias já acumularam US$ 490.000,00 dos US$ 1 milhão pretendidos.

Será que essa é a saída para o nosso programa espacial? Nah, pessoal prefere gastar dinheiro votando no BBB… 🙁

relacionados


Comentários