Meio Bit » Baú » Indústria » Edgar Bronfman da Warner: “Ok, nós erramos”.

Edgar Bronfman da Warner: “Ok, nós erramos”.

15/11/2007 às 3:05

Numa cena no mínimo improvável o CEO de uma grande gravadora admite que o mercado fonográfico tem errado e bastante no entendimento de sua situação. Segue uma tradução livre do que Edgar Bronfman, CEO da Warner Music Group, disse no palco do GSMA Mobile Asia Congress :

edgar-bronfman_15112007.jpg

"Nós acostumamos a nos enganar...pensando que nosso conteúdo era perfeito do jeito que o produzíamos. Esperando que nosso modelo de negócio permanecesse intocado mesmo num mundo interativo, com conexões sempre ativas e 100% estáveis e com a explosão do processo de troca de arquivos. E, claro, nós erramos. Como fizemos isso? Ou ficamos friamente imóveis ou até mesmo declaramos guerra contra nossos próprios consumidores, negando a eles o que eles o direito de obter o que realmente queriam (referindo-se a poder escolher como consumir o conteúdo). E, obviamente o consumidor ganhou."

Isso me fez lembrar a época em que trabalhei numa agência de propaganda tão grande, mas tão grande que todo mundo dizia que se ela abrisse falência hoje, só começaríamos a perceber alguma coisa 15 anos depois, tamanha era sua cadeia produtiva, negócios, clientes, faturamento.

No caso do mercado fonográfico os "15 anos depois" podem ter sido apenas cinco. Mas...garanto: ainda vão querer vender músicas em pen-drives, processar alguém por ter baixado 2 mil músicas em seu computador e, claro, dizer que o Creative Commons é um roubo. Faz parte. Elefantes brancos caminham devagar, até mesmo para o descanso final.

Mas, sei lá, já foi um primeiro passo.

Fonte: TechCrunch

relacionados


Comentários