Meio Bit » Arquivos » Games » Atari 2600 no museu. Ei, isso é uma boa notícia.

Atari 2600 no museu. Ei, isso é uma boa notícia.

13/11/2007 às 1:58

800px-Atari2600a_12112007.JPG

Todos reunidos para um campeonato de...Enduro. Estamos em 1986 e as TV´s de 20 polegadas coloridas disputam a atenção da garotada. Ao redor da dupla que divide a tela numa concorrida volta no 30º dia, mais de 10 amigos um querendo contar vantagem sobre o outro. "Tem um moleque da outra rua que fez 50 dias!". "Ih, um primo meu virou o Galaga". "Você já jogaram o Império Contra-ataca?"

Tempo esgotado na "fita" (no caso de Enduro ouvíamos um "ooouummmmmm"), mais uma rodada decretava quem ficava e quem saía para dar lugar ao novo competidor. No chão, quase derretendo, o bom e velho Atari 2600 recomeçava o jogo.

Esta cena se repetiu (com algumas adaptações) milhões e milhões de vezes na década de 80 - pelo menos pra mim foi na década de 80. Hoje, 30 anos após ser lançado o bom e velho Atari 2600 entra pela porta da frente no Hall da Fama do Strong National Museu of Play para dividir o espaço com iôiôs, bambolês, barbies, frisbees e brinquedos de todas as infâncias.

Nunca um brinquedo eletrônico havia conseguido esta posição. Mas sua importância como o mais popular brinquedo eletrônico de toda uma geração mais do que justifica a honraria.

Patrícia Hogan, a curadora do Museu explica que "embora pareça primitivo frente às novas tecnologias, ele abriu espaço para que os vídeo-games de hoje pudessem existir".

Uma curiosidade: se por um lado o Atari 2600 é a invenção mais recente da coleção, as pipas chinesas de 3 mil anos de idade são as mais antigas.

O que me leva a concluir duas coisas:

  1. Diversão não envelhece.
  2. Tecnologia sim.

Fonte: Gamesindustry.biz

relacionados


Comentários