Meio Bit » Baú » Games » FIFA 14 para PC não usará nova engine da EA

FIFA 14 para PC não usará nova engine da EA

EA Sports: apenas aqueles que jogarem no XBox One e no PlayStation 4 terão o privilégio de encarar o FIFA 14 com a nova engine Ignite.

23/05/2013 às 8:30

Quem gosta de jogos de futebol provavelmente se lembra do início da atual geração, quando a EA Sports conseguiu o que muitos julgavam impossível e roubou da Konami o posto de líder de mercado. Porém, se nos consoles a série FIFA caminhava muito bem, fazendo com que muitos viciados em “Wing Eleven” mudassem de lado, no PC a história era bastante diferente, pois para alcançar o maior público possível o estúdio preferiu manter por um bom tempo a antiga engine, fazendo com que na plataforma os jogos de futebol ainda parecessem com os da época do PlayStation 2.

Felizmente essa estratégia foi deixada para trás a partir do FIFA 11 e hoje temos no PC uma experiência semelhante aquela que encontramos no XBox 360 ou PS3, mas quando a próxima edição do simulador de futebol chegar o problema se repetirá, já que a EA Sports confirmou que apenas aqueles que jogarem no XBox One e no PlayStation 4 terão o privilégio de encarar o FIFA 14 com a nova engine Ignite.

A informação foi dada por Rob Hodson, gerente de comunidade da franquia e posteriormente confirmada pelos canadenses da EA Sports e embora Hodson tenha dito que inovações como o Pure Shot e uma física refinada estarão presente mesmo nas versões mais “simples” do jogo, infelizmente a promessa de atletas com comportamentos mais realistas só estarão disponíveis nos consoles da próxima geração.

Mesmo sendo uma notícia horrível para quem planejava adquirir o jogo no PC (meu caso), ela nem chega a ser tão surpreendente, ainda mais se considerarmos que o FIFA é a única série de esporte da EA que recebe versões para a plataforma e outra confirmação feita pela EA Sports que não deve ter assustado ninguém foi sobre o vídeo abaixo, mostrado durante o anuncio do novo console da Microsoft e que não se trata de imagens geradas em tempo real e sim de trechos renderizados previamente.

[via Joystiq.]

relacionados


Comentários