Meio Bit » Baú » Hardware » Robô militar mata nove em caso de fogo amigo

Robô militar mata nove em caso de fogo amigo

19/10/2007 às 13:59

  • 1ª lei: um robô não pode fazer mal a um ser humano e nem, por inação, permitir que algum mal lhe aconteça.
  • 2ª lei: um robô deve obedecer às ordens dos seres humanos, exceto quando estas contrariarem a primeira lei.
  • 3ª lei: um robô deve proteger a sua integridade física, desde que com isto não contrarie as duas primeiras leis.

3 Leis da Robótica - Isaac Asimov

skyguard_oerlikon2.jpg

Obviamente o pessoal da África do Sul não está gravando as 3 Leis em seus robôs.

O Oerlikon 35mm é um canhão antiaéreo de 35mm (d´oh) e está entre os mais populares do mundo. Fabricado pela Suiça, tem versões desde as completamente manuais até modelos automáticos, como os usados pela Força de Defesa Sulafricana. O problema é que o canhão NÃO foi projetado para uso 100% automático, no modelo onde o próprio canhão cuida de selecionar os alvos, escolher quando e onde disparar, e até -olha o perigo- remuniciar a si mesmo.

Durante um exercício com munição real, um desses canhões entrou no modo "matar, esmagar, destruir", e depois de uma explosão, começou a atirar para todos os lados, e uma bala de 35mm é algo que pode acabar com seu dia. Imagine o bicho atirando até esgotar os 250 cartuchos do magazine. Pois é. A cota ficou em nove mortos e 11 feridos.

Embora haja quase um consenso de que seja um problema de hardware, um analista de defesa está levantando a bola de que o problema pode ser software, dado o modelo de contratação das indústrias de defesa na África do Sul, onde os projetos são pagos por ano, o que leva as contratadas a correr e apressar projetos. Quem trabalha com TI sabe como é. Só que quando se lida com armamento, o buraco é mais embaixo. Ou deveria ser.

O que mais assusta é que esse é mais um caso onde a vida imita a arte, o aviso foi dado e ninguém prestou atenção.

ed-209.jpg

Qualquer semelhança não é mera coincidência.

Fonte: Wired, ITWeb, MountainRunner, OCP

relacionados


Comentários