Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Um dia de fúria

Um dia de fúria

19/10/2007 às 4:03

O que você faz quando pede um serviço e a prestadora não o instala corretamente? Quebra o micro da loja da prestadora de serviços!

É... também não acho que seja a melhor solução... mas para uma senhora de 75 anos, chamada Mona Shaw, foi a mais prática... e efetiva. Ela adquiriu um pacote de serviços que incluia Internet, telefone e TV a cabo. Primeiro, ninguém chegou no prazo indicado; depois os instaladores apareceram, mas fizeram serviço de porco (sem alusão a palmeirenses). Na semana seguinte cortaram o serviço inteiro.

Aí a velhinha não aguentou, foi com o marido até a loja da Comcast (prestadora de serviços). Foram deixados em um banco do lado de fora da loja, no sol, esperando o gerente chegar. Passadas 2 horas, um funcionário disse que o gerente já havia ido embora e desejou bom dia para os velhinhos.

Uma semana se passou, a senhora Shaw ficou indignada, e, num acesso de fúria, pegou seu martelo e disse ao marido: "Querido, vamos à Comcast". Ao chegar lá, deu uma bela martelada no teclado da atendente. Não satisfeita, usou o monitor como alvo e, depois, se contentou em espalhar os pedaços do telefone.

Nossa amiga e heroína anciã foi presa no local, mas só foi levada depois do atendimento médico pela pressão alta (também pudera). "Os caras da Comcast são idiotas com retardo mental" foi o que ela disse sobre o pessoal da empresa.

Resultado? Uma bela multa de US$345 e a impossibilidade de se aproximar da loja por um ano... mas o serviço foi instalado corretamente depois da cena.

[via WashingtonPost]

relacionados


Comentários