Meio Bit » Baú » Hardware » Por essas e outras que carros voadores nunca darão certo

Por essas e outras que carros voadores nunca darão certo

Acidente no Canadá atesta porque nunca teremos carros voadores

13/05/2013 às 12:10

Skycar, a lenda urbana

Apesar de todos os avanços que temos hoje em dia, de enciclopédias completas no bolso a possibilidade de falar com áudio e vídeo com qualquer um em qualquer ponto do globo, um desejo antigo não se realizou - e que Odin nos proteja, nunca se realizará: carros voadores. O risco é alto demais, se motoristas já fazem cacas inacreditáveis no chão, imagine pilotando um bólido em pleno ar, onde quase todo acidente teria um potencial absurdo de fazer vítimas fatais.

O Kid já escreveu um texto sobre, e concordo com ele. Apesar dos esforços da empresa Terrafugia em prometer lançar um "carro voador híbrido", eu não nutro a menor esperança que isso vá se realizar um dia. E olha que a decolagem do primeiro protótipo era tradicional, diferente do prometido agora, que querem usar VTOL (Vertical Take-off and Landing), igual a um Harrier. O modelo é o mesmo da lenda urbana Skycar da Moller International (que eu escuto falar desde 1999), que também propôs que seu carrinho decole verticalmente. O fato desse modelo ser extremamente inseguro não passa pela cabeça de ninguém pelo visto, e reforça ainda mais minha preocupação.

E agora veio a prova de que essa maluquice não pode dar certo:

Tinha uma árvore no meio do caminho...

Segundo a notícia, esse carro voador experimental bateu numa árvore e caiu próximo a cidade de Vernon, em British Columbia, no Canadá. O modelo chamado Maverick e produzido por uma empresa da Flórida, é um Frankenstein entre carro comum e paraglider motorizado, já que conta com uma hélice traseira e um paraquedas. Duas pessoas ficaram feridas na queda.

Admito que seria legal pegar seu carrinho, apertar o modo "avião de verdade" e sair por cima do trânsito, mas o risco é alto demais. O tráfego aéreo já é maluco o suficiente sem adicionar trocentos DeLoreans-wannabe nos céus com potencial de detonar uma casa ou duas numa queda. Portanto é melhor que fique só na ficção, é mais seguro pra todo mundo.

Fonte: CBC News.

relacionados


Comentários