Meio Bit » Baú » Indústria » Alerta: Microsoft causa calvície

Alerta: Microsoft causa calvície

10/10/2007 às 13:31

natalievendetta.jpg A briga no mercado de players de áudio está pegando fogo, só que agora virou pessoal. Mas no bom sentindo, sem os ataques infantis do reino dos fanboys.

Em uma reportagem da Bloomberg onde os números do mercado de players eram destrinchados, com a Apple em primeiro com 71% do mercado, e a Microsoft em quarto com 3%, Robbie Bach, da Microsoft, declarou:

Quando o Natal passar, as pessoas vão olhar e dizer: "Há a Apple e há a Microsoft. A realidade dos números é que a Apple ainda será a número 1"

Ou seja: Ele assumiu publicamente que a Microsoft passará para o segundo lugar, com as vendas de Natal.

Papar o 3o lugar é fãcil. É a Creative, com sua linha não-fede-nem-cheira, e 4% do mercado. No segundo é que o bicho pega. É a SanDisk, com sua linha SANSA, com 10%.

A Microsoft chega lá? Não. E dessa vez a culpa não é nem do Zune, que tem sido elogiado em tudo que é canto. A culpa é, ironicamente, da concorrência. A SANSA, para quem não ligou o nome à pessoa, é especializada naqueles xing-links baratos que se compra em qualquer jornaleiro. O público deles é o consumidor de players de áudio abaixo de US$100,00 e definitivamente não é o público-alvo da Microsoft E nem o da Apple.

Para comer esses 10% a Microsoft tem muito pouco espaço, pode pegar a fração de ponto percentual da Creative com seus players -cof cof- topo de linha, e o eventual usuário insatisfeito da Apple, além da expansão natural do mercado. Da SANSA não vai tirar nada, são consumidores diferentes.

Por isso, David Berlind, da ZDNet, fez um desafio público a Robbie Bach: Se a Microsoft atingir essa meta de 2o lugar no ranking, ele irá raspar a cabeça.

carmella.jpg Em solidariedade, além de esnobar a concorrência um pouco, Carmella Lyman, porta-voz da SanDisk, entrou na brincadeira também, dizendo que se a Microsoft chegar lá, ela vai raspar o cocoruto.

Robbie Bach ainda não se manifestou. Quanto ao David Berlind estou me lixando, mas espero que a Microsoft não consiga esses 10%, pela Carmella, que é uma mulher bem interessante, e não ficaria nada bem careca. Brazilian sim, Kojak nunca.

relacionados


Comentários