Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Sonda Cassini captura imagens da "Rosa Vermelha de Saturno"

Sonda Cassini captura imagens da "Rosa Vermelha de Saturno"

Sonda Cassini captura imagens estonteantes de uma tempestade colossal em Saturno

29/04/2013 às 17:16

storm-1

A sonda espacial Cassini continua em sua missão sem descanso de nos enviar imagens de Saturno, o grande Senhor dos Anéis do Sistema Solar. Em suas observações ela já nos deu imagens e vídeos espetaculares do planeta, de seus anéis e seus satélites, todas disponíveis no site do CICLOPS (Cassini Images Central Laboratory for Operations), dê uma garimpada e divirta-se.

E hoje o CICLOPS liberou imagens e vídeo capturados pela primeira vez de uma tempestade titânica que ocorre no Pólo Norte do planeta, carinhosamente chamada de "Rosa Vermelha de Saturno".

O gigantesco redemoinho ocorre no centro de um misterioso sistema chamado de "hexágono de Saturno", uma formação de nuvens que assumiram uma forma poligonal e que os cientistas não sabem nem como e por quê ela se formou, mas resiste desde quando foi observada pela primeira vez, em 1980. O hexágono é tão grande que cabem duas Terras dentro dele.

A sonda tirou fotos do centro da formação e detectou uma tempestade de mais de 2 mil quilômetros de diâmetro (maior que a Austrália) e com ventos de mais de 530 km/h. Apesar de ser em torno de vinte vezes maior do que as tempestades da Terra, a Rosa Vermelha é muito similar às que ocorrem aqui.

A tempestade só pôde ser observada agora pois quando a Cassini chegou em Saturno em 2004, o hemisfério norte estava na escuridão do inverno, que terminou em 2009. Após algumas manobras para contornar o planeta ele finalmente registrou as imagens do post (a tempestade colorida artificialmente; nuvens mais escuras e vermelhas estão mais baixas em relação à atmosfera) e o vídeo abaixo. Sem muito mais o que dizer, é fantástico:

storm-2

Bônus stage: vamos observar Saturno!

Como Saturno está em completa oposição ao Sol em relação à Terra, por esses dias a observação do planeta estará ideal devido a luminosidade extra. Pela manhã de domingo ele esteve o mais próximo da Terra em anos, a cerca de 1,3 bilhões de quilômetros de distância. O site Space.com recomenda o uso de um telescópio com ampliação de no mínimo 100 vezes e, claro, num lugar longe das luzes da cidade.

Fonte: CICLOPS via Wired.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários