Meio Bit » Baú » Hardware » Técnicos do MIT apresentam tela de silicone capaz de gerar superfícies tridimensionais

Técnicos do MIT apresentam tela de silicone capaz de gerar superfícies tridimensionais

Pesquisadores do MIT Media Labs apresentam tela de silicone que pode ser manipulada e criar superfícies em 3D

19/04/2013 às 14:56

Obake

Parece que hoje é o dia do touchscreen. Ao contrário de alguns anos atrás, hoje em dia as pessoas deixaram de reclamar que uma tela touch não retornava a sensação tátil que botões ofereciam. Os gamers em geral eram quem mais chiavam (eu também, admito). Hoje temos até interfaces sem toque nenhum como o Kinect ou o Leap, e é mais uma questão de opção.

Entretanto apareceu uma alternativa para quem ainda acha que uma tela deveria ser mais interativa no que diz respeito a tato: pesquisadores do MIT Media Labs (eles andam bem produtivos ultimamente) apresentaram uma tela de silicone que pode ser manipulada de forma a permitir criar superfícies tridimensionais.

Chamada de Obake (no folclore japonês é o nome de um youkai - ser sobrenatural - capaz de mudar de forma. Também conhecido como bakemono), a tela é formada por uma membrana de silicone, câmeras, um projetor e atuadores. Ao fazer um movimento como de puxar a tela, as câmeras captam o movimento e os atuadores movem o conjunto, criando resistência e moldando a membrana de acordo.

Dhairya Dand e Rob Hemsley, os pais da criança, se referem à Obake como uma interface de 2,5D, combinando a projeção 2D com a manipulação 3D da tela. Esse projeto se assemelha muito ao Kreek, um hack do Kinect que o Cardoso apresentou no passado, com a sutil diferença que a tela pode ou não voltar à posição original.

Eu imagino uma série de aplicações educacionais para essa tela, aulas de Geografia ficariam muito mais dinâmicas com um aparato desses. 🙂

Fonte: ET.

relacionados


Comentários