Meio Bit » Baú » Games » Emoção à flor da pele

Emoção à flor da pele

18/09/2007 às 11:55

Ao longo dos anos conforme os jogos foram evoluindo, muitas características melhoraram, uma delas foi a história. No início, os games não possuíam a capacidade de oferecer um enredo complexo ao jogador e muitas vezes todo o desenrolar da jogatina se dava em apenas uma tela.

Hoje, com os jogos cada vez mais avançados tecnologicamente, encontramos aventuras que passam fácil das 100 horas de jogo e para isso é preciso no mínimo uma história que prenda o jogador. Porém, mesmo com todo este avanço, ainda há algo que os games praticamente não conseguem: fazer o jogador chorar. Não é de hoje que os jogos conseguem causar emoções nas pessoas, seja medo, alegria e até raiva, mas causar tristeza, poucos foram capazes.

Já foi anunciado que o famoso diretor de cinema, Steven Spielberg irá participar de um projeto com esta intenção, ou seja criar um jogo que desperte tristeza no jogador. Acho interessante o fato de a indústria quase nunca se propor a tal iniciativa.

--------------- Contém Spoilers

Atenção! A parte a seguir pode conter spoiler, se você não terminou os jogos que estão marcados em negrito, desaconselho ler a parte em itálico.

Até hoje só joguei dois games que me fizeram ficar realmente triste. O primeiro foi o inesquecível Final Fantasy VII. Como não derramar uma lágrima ao ver a morte de Aeris? Aquela que estava se tornando uma paixão do protagonista acaba morrendo friamente na espada de Sephiroth. O mais chocante é que nada indicava que a moça poderia morrer e foi algo realmente genial o acontecimento no game. Fato que causava raiva ao jogador, mas que também despertava a tristeza em quem jogava.

A segunda vez com certeza foi muito pior. Após jogar por mais de dez horas e matar 15 seres gigantesco, os criadores de Shadow of the Colossus nos "presenteiam" com um belo soco na boca do estômago. A morte do melhor (e único) amigo do protagonista, o cavalo Agro foi algo muito cruel. É difícil explicar, talvez seja pela sensação de solidão presente em todo o game, talvez pela realidade na movimentação do cavalo, o fato é que ao presenciar a morte de Agro a minha maior vontade era de parar de jogar.

Após terminar o jogo fiquei pensando, como pode a morte de um "simples" animal ter deixado tanta gente triste e cheguei a conclusão de que a explicação se dá pelo laço de amizade criado entre o garoto e o equino. Ao longo do jogo Agro se torna tão importante para a conclusão da aventura que a sua morte se torna um evento realmente traumático para as pessoas que conseguiram se sentir inseridas no mundo do game.

--------------- Fim dos Spoilers

Algo interresante no Shadow of the Colossus é a imersão que o game proporciona. Poucas vezes na história o jogador conseguiu se sentir tão "dentro do mundo" do jogo e neste ponto os criadores (Kenji Kaido e Fumito Ueda) que também produziram o excelente ICO, são mestres. O trabalho realizado por eles é algo fora do comum e acredito que esta imersão que eles proporcionam em seus jogos é o ingrediente capaz de nos fazer chorar.

Seja pelo sentimento de impotência que o SotC nos causa, seja pela mistura de medo e coragem que ICO nos desperta, os mundos criados por Ueda e Kaido conseguem fazer com que nos sintamos na pele dos protagonistas e é a partir deste ponto que nossas emoções afloram.

Outra pessoa capaz de criar mundos muito imersivos é Shigeru Myiamoto. Versão após versão os jogos da série The Legend of Zelda são capazes de nos tranformar no mais corajoso dos jogadores, nos dando o controle do jovem Link, com a missão de salvar a princesa que dá título aos games e de quebra tirar o mundo de Hyrule das trevas.

Há de se mencionar também Hideo Kojima. Sua série Metal Gear consegue mexer com nossas emoções. Quem nunca quis que Snake exitasse antes de apertar o gatilho na hora de matar a inimiga Sniper Wolf? Ou não se emocionou com o belo video final presente na versão para Playstation 1?

De qualquer forma, parece que a indústria está começando a abrir mais espaço para jogos com uma carga emocional elevada. Hironobu Sakaguchi, criador de Final Fantasy por exemplo já está trabalhando em um jogo chamado por enquanto de Cry on. Ele promete que neste game o jogador irá chorar a cada 15 minutos e devido ao currículo de Sakaguchi não devemos duvidar de suas palavras.

Outro que prometia um jogo emotivo era David Jaffe. O designer de God of War estaria produzindo um game para o PSP onde o jogador teria boas doses de emoção, porém, não se comentou mais nada sobre o título.

E você? Algum jogo já fez você chorar?


relacionados


Comentários