Meio Bit » Baú » Internet » Thunderbird: Recurso valioso ou abacaxi para a Fundação Mozilla?

Thunderbird: Recurso valioso ou abacaxi para a Fundação Mozilla?

18/09/2007 às 9:10

meiobit-abacaxi.jpg Algum tempo atrás noticiou-se que o Thunderbird, o cliente de email que era uma espécie de primo espiritual do Firefox iria se separar da Fundação Mozilla. Agora os detalhes surgiram. Não é exatamente um divórcio, digamos que vão morar em casas separadas, mas na mesma vila.

A Fundação Mozilla lançou uma subsidiária, MailCo, para cuidar do Thunderbird, com investimento inicial de US$3 milhões.

OK, tudo bem. Mas... qual a lógica de pegar uma estrutura que já está funcionando, azeitada e integrada e separá-la, criando mais custos?

Uma boa teoria é que a Fundação Mozilla não quer mais o Thunderbird, mas não tem como, politicamente, puxar a tomada e desligar os aparelhos. Sejamos realistas, hoje somente alguns raros doidos (como este que vos fala) usam clientes de email rodando no desktop. A grande maioria prefere webmails, que já evoluíram o bastante para atender as necessidades de qualquer usuário normal.

No mundo corporativo, os servidores de groupware já trazem seus próprios clientes, como o Outlook.

Talvez, eu digo talvez o custo de manter um programa sofisticado como o Thunderbird não compense o retorno. Talvez essa separação seja uma forma de cortas as associações com o nome Mozilla, assim quando ele for descontinuado não contará como um "fracasso" para o nome Mozilla. É cruel, mas é o mundo dos negócios.

Eu acho uma pena. O Thunderbird sempre esteve como meu segundo cliente de email favorito (o 3o é o Outlook, mas não vi o 2007 ainda para decidir se sobe ou não) e como defensor inveterado do email offline, será triste ver mais um bom programa bater as botas. Culpa do Gmail.

Claro, você também pode acreditar que a empresa nova dará novo fôlego ao Thunderbird, incentivará o uso de clientes offline, reverterá a clara tendência indicada pelo Gmail, Yahoo e MS Live.

Via BoingBoing

relacionados


Comentários