Meio Bit » Baú » Games » CEO da EA diz que poucas empresas sobreviveriam ao o que passaram

CEO da EA diz que poucas empresas sobreviveriam ao o que passaram

Frank Gibeau elogia maneira como empresa sobreviveu as muitas dificuldades encontrada e discurso dá impressão de ser para inglês ver.

04/04/2013 às 10:00

frank-gibeau_03.04.13

É, a coisa não anda muito boa lá pelos lados da EA e depois da gigante ter demitido John Riccitiello, Frank Gibeau, o novo CEO já chegou falando presidente da EA Labels falou sobre as dificuldades que a empresa tem encarado desde 2007 devido a transição para a distribuição digital e que como reflexo resultou em mais de 10 trimestres consecutivos de prejuízos e muitas demissões.

É uma indústria dinâmica. Num momento os jogos sociais são a coisa mais fantástica da história da humanidade e no próximo minuto deixa de ser. Num minuto os consoles estão mortos, no minuto seguinte eles são incríveis. Não há mercado na Rússia, Brasil, China e agora estamos vendo um dos maiores mercados do mundo nos países emergentes.

A dinâmica de mudanças que acontece na indústria de games é incrível e o fato da EA ter sido capaz de navegar por isso e aumentar o lucro ao longo dos últimos anos e atualmente mudar sua receita de vendas 100% físicas para nos últimos 12 meses ter 40% vindo do online, é muito raro encontrar companhias que tenham se posicionado no velho modelo e que são capazes de mudar para o novo e sobreviver.

Talvez Gibeau tenha razão se levarmos em consideração apenas o desempenho deles com a nova fonte de renda, mas não me parece assim tão difícil de encontrar empresas que continuam por aí e também tenha encarado essas dificuldades. Na verdade a única grande editora que caiu recentemente foi a THQ.

Além do mais, será que sou o único a estranhar uma afirmação de que a companhia sobreviveu logo após uma substituição num cargo tão importante e justamente numa época em que eles enfrentam duras críticas devido aos últimos lançamentos? Pois fico com a sensação de que o executivo está apenas tentando desviar a atenção e principalmente, agradar os investidores.

Correção: Frank Gibeau não é o novo CEO da EA, permanece como chefe da EA Labels, mas não será uma grande surpresa caso ele assuma o cargo.

[via GamesIndustry]

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários