Meio Bit » Baú » Demais assuntos » Obama lança plano para mapear o cérebro humano

Obama lança plano para mapear o cérebro humano

Presidente americano Barack Obama lança programa em prol de mapear o cérebro humano.

02/04/2013 às 16:00

Dependendo do voluntário, é facinho...

Barack Obama veio hoje com um plano ousado. Em comunicado oficial da Casa Branca, o presidente mais legal que os States já tiveram depois do Clinton (hey, a gente se divertiu com a escapada dele) lançou uma iniciativa para desenvolver as ferramentas necessárias para agilizar o mapeamento do cérebro humano, em busca de principalmente providenciar pesquisas em busca de tratamentos mais eficazes - e quem sabe a cura - de doenças graves como a epilepsia e o Mal de Alzheimer. O projeto vai custar a princípio 100 milhões de dólares (troco de pinga tendo em vista o benefício que virá) e recebeu o nome de Brain Research through Advancing Innovative Neurotechnologies ou, simplificando, BRAIN.

É isso aí, um acrônimo recursivo. 🙂

Através do esforço conjunto, cientistas tentarão completar em alguns anos o mapeamento de todos os neurônios do cérebro. A grandeza do anúncio e pesquisadores envolvidos fizeram a mídia se referir ao BRAIN como o "Projeto Genoma do cérebro", alusão ao programa realizado nos anos 90 em prol de mapear todo o DNA humano.

Segundo Obama, nomeado cientista-chefe do projeto (apesar de suas notas fracas em física, segundo o próprio), "o computador mais poderoso do mundo não é tão intuitivo quanto o que temos desde que nascemos".

A iniciativa é louvável, mas devemos lembrar que o cérebro nem de longe é um computadorzinho perfeitinho, na verdade é a maior gambiarra evolutiva que se tem notícia. Ele tem a terrível tendência de ver e ouvir coisas que não existem ou apagar o que não lhe interessa, além de forçar uma percepção errada das coisas. Duvida?

Vi esse no Ceticismo.net (abraço, André! 🙂)

Entenderam o ocorrido? Devido à forma como evoluímos o cérebro humano possui uma compulsão louca por reconhecer rostos; ele simplesmente IGNORA o que os olhos veem e converte o baixo em alto relevo, pois para ele, faces precisam ser tridimensionalmente positivas. E agora eu deixei você com um curto na sua cachola, entre o que você sabe que está errado e o que o cérebro interpreta como válido!

Eu realmente espero que o projeto dê frutos importantes e duradouros, mas é bom ir devagar com o andor porque nem de longe a empreitada será fácil. No mais, seria interessante se nosso bom doutor Miguel Nicolelis estivesse envolvido no projeto.

Fonte: Mashable.

relacionados


Comentários