Meio Bit » Baú » Games » O dia em que a música morreu

O dia em que a música morreu

Para encerrar o lançamentos de novas faixas, Harmonix escolhe American Pie, criação de Don McLean que descreve o dia em que a música morreu.

02/04/2013 às 10:00

No dia 3 de fevereiro de 1959 um avião caiu em Iowa, matando, além do piloto, três grandes astros do rock que estavam em franca ascensão: Buddy Holly, The Big Bopper e Ritchie Valens. Quem assistiu o filme La Bamba conhece a triste história e 12 anos depois, o desconhecido Don McLean fez, em forma de música, aquela que pode ser considerada uma das mais belas homenagens ao gênero e um retrato de como era a vida nos Estados Unidos durante as décadas de 50 e 60.

Em sua enigmática letra que levou anos para ser (parcialmente) decifrada, American Pie descreve o momento em que o pequeno Don ficou sabendo, enquanto entregava jornais, da morte de seu maior ídolo, Buddy Holly e além de citar o sofrimento que a esposa grávida do cantor deveria estar encarando, ela menciona uma série de grandes nomes do rock, como os Beatles, Janis Joplin e Bob Dylan, mas talvez o seu principal legado tenha sido batizar o dia em que a tragédia aconteceu como aquele em que a música morreu.

Com uma história tão marcante por trás e tendo conquistado algumas façanhas, como passar quatro semanas no primeiro lugar da Billboard e figurar na quinta posição da lista Songs of the Century da RIAA, a emblemática música foi escolhida pela Harmonix para representar a despedida da série Rock Band, que como anunciamos há algumas semanas, verá hoje o lançamento de seu último conteúdo por download.

Sendo assim, a desenvolvedora encerra 275 semanas consecutivas de lançamentos de músicas para a série, totalizando mais de 4.000 faixas e por tudo o que ela representa, acho que a escolha da American Pie não poderia ter sido melhor, pois guardadas as devidas proporções, podemos dizer que hoje a música morreu novamente.

[via Rock Band Blog]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários