Meio Bit » Baú » Demais assuntos » As Bolas do Príncipe Rupert

As Bolas do Príncipe Rupert

Veja a misteriosa gota do Príncipe Rupert a 130.000 fotogramas por segundo.

29/03/2013 às 15:56

Prince_Ruperts_Drop

OK, elas são mais conhecidas como gotas, mas não custa usar um título igualmente válido que irrite o Feliciano. O importante é que são um fenômeno físico lindo.

Sua criação é super-simples: Basta jogar uma gota de vidro derretido dentro de um balde de água. A gota irá resfriar rapidamente, formando algo parecido com um espermatozoide do Homem Invisível. Até aí tudo bem, mas agora começa a magia.

Essa estrutura é incrivelmente forte. Você pode martelar a cabeça da gota e nada acontecerá. A resistência dela é muito maior que qualquer estrutura de vidro convencional. Mas se você quebrar a pontinha da gota, ela explodirá. Não é rachar, não é estilhaçar, é explodir MESMO.

Qual o segredo?

Quando você joga a gota na água, a camada externa se resfria muito rapidamente. Com isso se solidifica. As camadas internas demoram mais a esfriar, forçando a estrutura pra fora. A camada externa, agora sólida, resiste.

Nessa hora as camadas internas começam a esfriar, se encolhem e puxam a camada externa. Que já está sólida, então resiste. Ao final temos uma estrutura onde todo aquele calor se transformou em energia mecânica acumulada. Há tanta tensão dentro da gota que uma reles martelada na cabeça da gota não a afeta, ela está lidando com coisa mais potente.

Quando você quebra a ponta do rabinho da gota, você quebra o equilíbrio, a camada externa não mais consegue segurar o puxão da camada interna. A gota explode com a tensão acumulada, a onda de energia mecânica percorrendo a estrutura a uma velocidade de mais de 1.600 m/s.

Veja no vídeo abaixo tudo que foi explicado, mas com câmeras gravando a 130 mil fotogramas por segundo. É lindo.

PS: Não confundir Prince Rupert com Prince Albert, e principalmente não google.

relacionados


Comentários