Meio Bit » Baú » Hardware » Pentágono quer soldados com poderes do Demolidor — Elektra not included, infelizmente.

Pentágono quer soldados com poderes do Demolidor — Elektra not included, infelizmente.

Pentágono pretende equipar tropas com algo equivalente ao sentido de radar dos morcegos (e Demolidor).

28/03/2013 às 16:25

dd

Claro, de preferência sem a parte da cegueira e contaminação radioativa, mas fora isso, a idéia é equipar tropas com algo equivalente ao sentido de radar, que deveria se chamar sentido de sonar, mas Stan Lee é um gênio, não um biólogo.

A tecnologia se chama 3D Audio, está sendo desenvolvida pela Raytheon e se baseia no conceito de que evoluímos para escutar as coisas à nossa volta, nosso cérebro faz um mapeamento tridimensional excelente, posicionando em nosso mapa mental as fontes de ruído, e priorizando-as.

Um tiro ouvido a 2 km de distância gera bem menos alarme do que um galho quebrado a 5 metros atrás de nós, mas o mesmo ruído, se feito por um companheiro dentro do nosso campo de visão, não causa alarme.

Imagine então um piloto de caça, seu musculoso peito sem pelos brilhando ao Sol, o suor pingando enquanto seus músculos se retesam para bloquear a cortada do time adversá-Sorry, lembrei de Top Gun. OK, imagine um piloto, com 3 outros aviões em volta, no meio de um pega-pra-capar. Ele ouve todos no rádio ao mesmo tempo, seu sistema de alerta avisa que há dois radares travados em seu avião, mais um míssil em curso. Todos esses avisos NÃO vêm com informação de direção, ele tem que usar ajuda visual, olhar para as telas e tentar se situar.

Com o 3D Audio, ele ouvirá os amigos no rádio com o áudio vindo da direção e distância relativas de cada um. O PIPIPIPIPIPI do radar inimigo soará como se estivesse vindo de onde o avião ou míssil está, em relação ao caça.

Em videogames já temos isso, o velho BF1942 já fazia um trabalho excelente em surround, só que o projeto da Raytheon envolve algo chamado… realidade. E não tem respawn se der errado.

Não dando errado, é algo que será aproveitado para o mundo civil muito rapidamente. Isso pode ser absurdamente útil para motociclistas, e até pedestres. Imagine poder andar na rua ouvindo música alta, sabendo que se o 696 Méier-Dendê vier descacetado em sua direção, o equipamento irá detectar e soar um alarme “bye-bye” ou algo assim.

Fonte: GP

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários