Meio Bit » Baú » Internet » Portal do Conselho Federal de Medicina foi descaracterizado por hacktivistas

Portal do Conselho Federal de Medicina foi descaracterizado por hacktivistas

Conselho Federal de Medicina teve sua página invadida: hacktivistas protestam contra o mau uso do cartão corporativo do governo.

30/04/2013 às 4:44

Saúde pública brasileira, vergonha nacional…”

Laguna_PortalCFMorg_30abr2013

Agora a pouco, na madrugada da presente terça-feira, um grupo de hacktivistas supostamente invadiu o portal do Conselho Federal de Medicina.

Denominado HighTech Brazil HackTeam, o grupo parece ter a intenção de pedir explicações à presidente Dilma Rousseff sobre os R$ 60 milhões que teriam sido gastos com o cartão corporativo do governo ano passado. Cartão esse que ilustra a tela preta que é carregada no lugar da página normal do CFM.

O tio Laguna acha que uma entidade de classe não merece tal tipo de vandalismo virtual, pois sou do tempo em que a melhor tecnologia para protestos era sair às ruas e exigir pessoalmente que nossos representantes realmente façam algo que melhore os serviços públicos.

Não como o Anonymous Brasil, mas também tenho o pé atrás com relação à eficácia de certos abaixo-assinados virtuais: o sucesso xoxomídia desse tipo de protesto aparentemente sofativista é sintoma ou conseqüência do estereótipo “atitude política ausente” do povo brasileiro?

Seja lá qual for a resposta, acho impressionante ver mais de meio milhão de pessoas assinando petição contra o presidente da CDHM sem precisar sair do conforto de suas casas, só que provavelmente teria sido bem mais interessante usar corretamente a urna eletrônica: o eleitor tem todo o direito de se ausentar ou votar nulo, mas poderia evitar que propostas de emenda à Constituição sejam votadas e/ou aprovadas na surdina.

ATUALIZAÇÃO 1 (às 13h20min): o portal do Conselho Federal de Medicina encontra-se indisponível (erro 503) e provavelmente seus mantenedores estão a resolver o problema, espero.

ATUALIZAÇÃO 2 (às 15h15min): o portal do Conselho Federal de Medicina encontra-se online e normal.

relacionados


Comentários