Meio Bit » Arquivos » Mobile » As Crônicas do Macfag - O Retorno do Rei

As Crônicas do Macfag - O Retorno do Rei

Leia as conclusões do amigo Marcel Dias sobre o período em que ele esteve experimentando o Nexus 4, após anos de iPhone.

25/03/2013 às 18:56

Quando resolvi escrever sobre a minha experiência em migrar de um iPhone para um Nexus (e obviamente do iOS para o Android), o objetivo era passar o ponto de vista do usuário. Conforme expliquei, não sou hard user de smartphones. Também não entendo de Fotografia, sou daqueles que se acham melhores que o J. R. Duran porque instalou o Instagram. A rima não foi proposital.

IMG_20130325_185020

O grande benefício desse relato é desmistificar essa guerra de facções que existe entre Macfags e Fandroids. Quis mostrar que é possível para espécies completamente rivais coexistirem sem se matar. E é mais do que possível migrar de plataforma, sem grandes atropelos. A questão principal é que as pessoas odeiam mudanças. Todos ficam felizes e satisfeitos em sua zona de conforto e a palavra mudar causa calafrios. É a regra do mais vale um na mão, do que dois no sutiã. Você ficará tranquilo na sua zona de conforto mas pode estar perdendo uma série de coisas ótimas pelo medo de mudar.

A maioria dos comentários nos posts da série foram totalmente sem Nexus. Aqui, o trocadilho foi previamente planejado. Pessoas que queriam detalhes mais técnicos, que queriam comparativos entre o Nexus e o iPhone, etc. Ora, desde o começo falei que havia trocado de celular e que passaria minhas impressões usando o Nexus no dia a dia. Lamento muito se minha percepção de uso e expectativa acerca do gadget seja diferente da sua. Já existem trocentos reviews sobre o Nexus 4, comparativos diversos, etc. Refazer isso seria chover no molhado.

Durante os dias em que me adaptei e escrevi sobre essa migração, eu aprendi várias coisas e lembrei de outras importantes:

- O Nexus é um EXCELENTE aparelho. Se você tem dúvidas sobre comprar ou não um por medo da qualidade, pode ir em frente. Além do Android 4.2.2 ser extremamente bem acabado e estável, o próprio aparelho em si é bonito e com acabamento impecável;

- A tela do iPhone, para os padrões atuais é realmente pequena. E pior, estreita;

- A não ser que você tenha algum app exclusivo do iOS (e vice-versa), migrar para o Android ou fazer o caminho inverso é simples e indolor. Na prática, os dois sistemas se equivalem. Usar um ou outro é uma mera questão de gosto. Celulares e sistemas são feitos para atender o usuário médio, que corresponde a grande maioria. É por isso que sistemas tem que ser intuitivos e aparelhos fáceis de manusear e operar. Para o usuário comum, fará pouca ou nenhuma diferença se o sistema é iOS ou Android, o que ele quer é usar e ponto final.

Eu espero que tenha sido proveitoso. Não tenha medo de migrar de plataforma, mas se a sua atual lhe atende e você está satisfeito com o que ela oferece, também é ok permanecer onde está. A grande questão aqui é que você não deve seguir tendências, regras, correntes ou grupos. Você tem que adotar a melhor solução possível para os seus interesses, afinal de contas, é você que irá utilizar o telefone e é do seu bolso que sai o dinheiro para adquiri-lo.

O grande ponto negativo disso tudo é que as discussões se perdem nas mesmas flamewars de sempre. A vontade de corrigir, a necessidade de mostrar conhecimento de forma arrogante, o fanatismo por um produto ou marca. O que a gente tenta aqui é dar opinião. Nem sempre a opinião será certa, a gente também erra bastante. Se fosse só pra traduzir notícias ou ficar em cima do muro, era melhor fazer outra coisa. Mas enfim, é do jogo, vamo que vamo.

Até a próxima.

Leia também:

relacionados


Comentários