Meio Bit » Baú » Mobile » As Crônicas do Macfag - Dia 4

As Crônicas do Macfag - Dia 4

A saga do Nexus 4 pós-iPhone 5: o aparelho puro Android não é um mar de rosas no quesito câmera e bateria.

24/03/2013 às 16:55

Olá, companheiro revolucionário ultra jovem que pretende abandonar o iOS e migrar para o Android. Hoje é dia de mais um relato acerca da troca que fiz de um iPhone 5 para um Nexus 4 e quais são as minhas impressões sobre o aparelho do Google. Preparado? Não? Vamos lá mesmo assim.

quemerda

Usando o Nexus pra fotografar um iMac só pelo lulz.

Câmera

Conforme eu havia percebido antes, mas não afirmei por ter utilizado pouco, a câmera do Nexus 4 fede. Fede em nível virilha de mendigo. Os principais defeitos da câmera, além da péssima qualidade das imagens são os menus pouco intuitivos e o TDAH. Sim, a câmera tem um seríssimo problema em manter o foco. Nesse quesito o iPhone está anos-luz adiante. Mas considerando o preço oficial do Nexus, não é de se estranhar que ele possua uma câmera indigna até mesmo pra uma TekPix. Se você adora tirar fotos e basicamente só usa o celular para isso, ele não foi feito pra você. A foto ao lado foi tirada de dia, às 16:45 num dia de céu azul. Ou seja, a câmera como vocês podem ver é uma bosta.

Bateria

Muita gente me alertou que quando o 3G está ligado, mas o celular está numa rede Wi-Fi, a bateria não é consumida pelo 3G, que fica em stand-by ou coisa parecida. Alguns disseram que o iPhone também faz isso. Eu realmente não fazia ideia de que isso existia. Ainda não usei o Nexus somente no 3G, farei isso em breve e terei uma melhor noção da autonomia dele nessa circunstância. Por enquanto, tenho percebido que ele consome mais bateria que o iPhone, acredito que em grande parte pela tela muito maior (e melhor). E um pequeno detalhe: sabe-se lá por qual motivo, não há a opção de colocar a bateria para exibir a porcentagem. Essa opção existe em outros telefones e em outras versões do Android, mas por que ela foi removida na versão 4.2.2 só Eu sei.

Tela

Minha única experiência com Android havia sido 1 mês com um Galaxy SII que comprei logo que lançou. A minha maior frustração na época foi a resposta do touch screen. É verdade que o robôzinho melhorou muito nesse aspecto, mas a Apple ainda vence na qualidade da resposta ao toque na tela. Algo que acontecia no SII e continua acontecendo no Nexus 4 é que, quando seguro o telefone só com uma mão (com o XVideos fechado), por vezes o dedo ao ser esmagado contra a superfície lateral do aparelho acaba "esbarrando" nas bordas da tela e executando operações indesejadas. Não sei se isso é só comigo, mas irrita bastante. No iPhone isso nunca ocorreu.

Apps

Continuo sem sentir falta de alguma app específica, apenas seria legal um client de twitter melhor (no nível do Echofon ou do Tweetbot, o Echofon para Android é mais feio que bater na própria mãe) e eu adoraria se o meu WhatsApp parasse de duplicar algumas mensagens. Fora isso, tenho utilizado tudo o que preciso e tem uma quantidade enorme de jogos de ótima qualidade, os quais voltei a me interessar porque o tamanho da tela é bem agradável para joguinhos DAC (durante a cagadinha).

Som

Fiz uma ligação e usei o viva-voz e achei o som bem “estourado”. Parecendo som de porta-malas de Chevette. Durante a ligação o áudio é limpo e não tive problema de perdas de sinal comparado ao iPhone. Posteriormente vou fazer cosplay de funkeiro e colocar músicas nele.

Wi-Fi

A recepção da Wi-Fi é que parece ser pior (ou mais realista) do que a do iPhone. O sinal constantemente fica mais fraco se comparado ao meu ex-melhor amigo. Nada que me cause problemas, considerando que montei uma infra com vários routers em casa, mas para quem só tem um roteador na sala, acessar o XVideos responder emails do banheiro é um trabalho que exige paciência.

Hoje eu deixo os comentários abertos para perguntas. Que outros aspectos vocês gostariam de ler no próximo post? O que vocês gostariam que eu testasse no aparelho? Querem saber algo sobre minha rotina com o aparelho e sobre a migração? Set the finger on this sperm (Captain Birth).

Leia também:

relacionados


Comentários