Meio Bit » Baú » Games » Apesar das reclamações, EA defende microtransações no Real Racing 3

Apesar das reclamações, EA defende microtransações no Real Racing 3

Mesmo com críticas em relação a forma como como microstransações funcionam no jogo, EA defende decisão e indica que novos jogos seguirão o mesmo estilo.

22/03/2013 às 10:00

real-racing-3_19.03.13

Quando a EA anunciou que o Real Racing 3 seria lançado como um jogo gratuito que obteria seu lucro através das microtransações, logo surgiu a desconfiança de que o modelo poderia acabar estragando a experiência e embora a crítica tenha feito uma avaliação razoável do jogo, não tem sido raro encontrarmos reclamações sobre a maneira como a aquisição de recursos adicionais foi incorporada no simulador de corridas.

Percebendo que tais opiniões poderiam causar um enorme estrago à imagem do RR3, a editora tratou de divulgar um infográfico mostrando os números que o título já havia alcançado, como o fato dele ter se tornado o mais baixado nas App Stores de 90 países, de 25 milhões de corridas serem disputadas diariamente e do jogo ter precisado de apenas uma semana para superar o número de download dos seus antecessores e agora quem saiu em defesa da decisão foi Nick Earl, vice presidente da EA Mobile e Social Studios:

Não há dúvidas de que lançá-lo como freemium foi o caminho certo. A minoria atacou a decisão, nós os respeitamos e entendemos, mas o mercado deu a resposta. Isso é para onde as coisas estão caminhando.

Como não tenho um aparelho que consiga rodar o game, não posso dizer com certeza se as microtransações utilizadas nele são mesmo tão ruins quanto alguns afirmam, mas se as reclamações forem justas, o pior de toda essa história é a afirmação do executivo de que o sucesso alcançado pelo jogo servirá como exemplo para futuros jogos da EA que possam ser distribuídos como Free-to-Play. Portanto, se você não gostou do Real Racing 3, prepare-se, pois a situação deverá se repetir.

[via Eurogamer]

relacionados


Comentários