Meio Bit » Baú » Hardware » Tablet para mulheres, afinal o iPad é muito complicado.

Tablet para mulheres, afinal o iPad é muito complicado.

13/03/2013 às 15:22

Boas novas, moléres: Agora vocês não precisam mais forçar suas lindas cabecinhas tentando aprender a mexer em um iPad, um Galaxy Tab ou outros dessas coisas complicadas de homem.

Você poderá exercer toda sua feminilidade ao mesmo tempo em que desfila com um tablet super-fashion. Será o orgulho do seu homem, que mostrará aos amigos como você é inteligente e moderna.

Com o ePad Femme você terá um tablet rosa (afinal, é mulher) rodando Android 4.0, touch scren d 8 polegadas, 16GB de Flash, MicroSD, processador d 1,5GHz e—não tá entendendo nada, né abobrinha?

Não tem problema, mostre essas palavras complicadas para seu homem, ele saberá dizer se é um produto legal ou não. Ou então acredite em mim, eu sou homem. Escrevo pra blog e tudo, não?

O ePad Femme é muito melhor que aquele iPad que faz seu homem se distrair ao invés de apreciar o quanto a sala está limpa e o almoço gostoso. Ao contrário do produto da Apple (a empresa que faz o iPad) ele vem com tudo que você precisa:

Programas de receitas, listas de compras, uma App para converter tamanho de roupas, Yoga e vários programas de controle de peso exercício, afinal, estamos ficando gordinhas, não?

ePadFemme-640x495

Ele só custa US$190, mas não precisa tirar isso do dinheirinho que você recebe para suas agulhas. Faça charminho, imprima este artigo e quando seu homem chegar em casa hoje, mostre pra ele, com cara de pidona. Não esqueça do sanduiche.

AGORA A SÉRIO:

Acha que estou zoando? Veja a declaração de Mani Nair, VP-Associado de Marketing da Eurostar, a empresa que teve a idéia idiota de lançar esse “Tablet para mulheres”:

“É o gadget perfeito para uma mulher que pode ter dificuldade em baixar essas aplicações”

Isso mesmo.

“Quando você fala sobre Google e Internet, um oceano de informação fica disponível. A Eurostar está se focando em aplicações pré-instaladas, o que torna mais fácil para a usuária, que compra o gadget e ele está pronto pra uso”

Ou seja: mulheres são burras demais para usar o Google, e a Internet é complicada demais para suas lindas cacholinhas.

Essa abominação está sendo vendida no Oriente Médio, e mesmo lá está encontrando resistência, as feministas locais não gostaram, e com razão, de um tablet querer ditar do que as mulheres gostam, coisa que nem o Mel Gibson fez.

Fonte: AT

relacionados


Comentários