Meio Bit » Baú » Fotografia » Virar fotógrafo em um dia ganhando 4 mil por mês? Eu também quero

Virar fotógrafo em um dia ganhando 4 mil por mês? Eu também quero

07/03/2013 às 21:51

Polêmica boba do dia e que logo deve ser esquecida. Hoje o Facebook foi dominado por fotógrafos com raiva e praticamente babando por conta da chamada de capa de uma reportagem que se encontra na megaconhecida revista Viva Mais (podem me apedrejar se a publicação realmente for conhecida, pois em banca de revistas eu só vou à parte de quadrinhos) onde se lê em letras de destaque "Vire Fotógrafa em um Dia e Ganhe até R$ 4 mil por mês". Isso foi suficiente para a publicação ser avacalhada por todos os perfis fotográficos importantes da mais famosa rede social do Brasil e para a própria página da revista ser invadida por Trolls da mais virulenta e raivosa qualidade. Fico imaginando como o Tio Laguna lidaria com isso se fosse a página do Meio Bit no Facebook.

revista viva mais

Olhando de maneira mais séria para o acontecimento, temos duas coisas para destacar. A primeira é que o mercado fotográfico anda tão saturado de aventureiros que qualquer matéria com esse teor mais fantasioso pode detonar uma hecatombe virtual (aquele lance de ser manifestante do Facebook e lutar pela igualdade social e divisão de renda através de sua casa, tomando suco de laranja e comendo bolo de fubá). Sim, o mercado está saturado de pessoas que se aventuram em fotografia, mas eles geralmente pegam aquela parte do mercado que os fotógrafos mais experientes e com maior valor agregado ao serviço não se interessam. Ou seja, tem mercado para todo mundo e o cliente recebe aquilo que paga. Mesmo com essa alegada invasão de novos fotógrafos o número de trabalhos fotográficos vem aumentando e o interesse pela foto impressa também está crescendo (e não sou só eu que digo isso, pois temos estatísticas das revistas especializadas). Então gente, Don't Panic!

revista viva mais 2

A segunda coisa a se destacar é que a revista é a maior marmelada e, sinceramente, não seria uma fonte convincente de informação, afinal de contas na mesma capa ela promete que você pode perder peso sem esforço. Eu sou obeso e posso garantir que uma loucura dessas não existe. Voltando a fotografia, o que a publicação mostra é um monte de informação sem comprovação e entrevistas que foram deturpadas (essa parte é hilária de se comprovar no depoimento do Leandro Neves). Quer se tornar um fotógrafo profissional? Essa parte não tem segredo. Você precisa de muito HBC (Horas x Bunda x Cadeira) para estudar, muita prática, desenvolver um apurado senso de estética, aprender como a luz se comporta e entender de marketing. Depois de tudo isso você pode sair a luta. Acho que o problema hoje em dia é que as pessoas se lançam no mercado com pouco conhecimento, achando que tudo se resolve. Eu mesmo levei quase 6 anos para me achar pronto para o mercado e ainda hoje estou aprendendo mais a cada dia.

A revista vai destruir o nosso mercado? Claro que não, é mais uma publicação para adolescentes que vai cair no esquecimento daqui dois dias, mas creio que todo esse bafafá deu um fôlego para esse número. Muita gente comprou a revista para avacalhar no Facebook. Bom para eles que desencalharam esse número. De resto o mundo continua navegando na mesma direção.

relacionados


Comentários