Meio Bit » Baú » Games » Kojima se rende às funções sociais do PlayStation 4

Kojima se rende às funções sociais do PlayStation 4

05/03/2013 às 8:30

dori_metj_05.03.13

Hideo Kojima sempre foi considerado um dos maiores visionários da indústria, principalmente no que diz respeito a maneira de se contar uma história através dos games. Seu jogos, invariavelmente focados em enredos complexos, puderam se beneficiar do avanço da tecnologia e o gráficos cada vez mais realistas ajudaram a aumentar a imersão dos títulos criados por ele e com os próximos consoles prestes a serem lançados, era de se imaginar que o game designer se empolgaria com um maior poder de processamento. Pois veja o que ele falou sobre o PlayStation 4:

Posso dizer que com cada nova geração as capacidades dos hardwares aumentam, mas até este ponto tem sido sempre uma evolução vertical – é claro, você espera coisas como fidelidade visual, áudio, frame rate. Novas funções como a capacidade 3D, etc, etc. Essas coisas acontecerão, elas chegam com um novo hardware.

Porém, o que eu estou realmente mais interessado são em outras maneiras de expansão nessa próxima geração – uma expansão mais horizontal, onde você fará coisas online, aspectos mais sociais. As pessoas poderão interagir com o jogo através de vários dispositivos, através de várias mídias – como os tablets, smartphones, etc.

Como a carreira de Kojima está fortemente ligada à série Metal Gear, ele aproveitou para dizer que espera poder utilizar toda essa interação em novos capítulos da franquia e dada a sua criatividade, não há como esperar nada menos do que algo muito interessante.

Particularmente gosto de acreditar que todo tipo de inovação é bem vinda, mas tenho um certo receio de que essa interação ou os aspectos sociais da nova geração acabem prejudicando a experiência daqueles que não estiverem conectados ou simplesmente não simpatizem com a ideia de ter que compartilhar seu jogo com outras pessoas. Por isso estou ansioso para ver como os desenvolvedores farão para encontrar o equilíbrio, o que me me leva a crer que essa pode ser a consolidação de uma nova revolução na indústria.

[via IGN]

relacionados


Comentários