Meio Bit » Baú » Indústria » Importe jogos ( II )

Importe jogos ( II )

31/07/2007 às 23:39

container.jpg Há algum tempo, um artigo do Dori sobre importação de jogos causou uma certa comoção entre os leitores. Dúvidas sobre valor máximo, declaração na Alfândega, frete etc...

Pois bem, aproveitando uma dica antiga, do Meio Bit mesmo, resolvi testar um serviço muito interessante, prestado pela Lanbox. Praticamente, você cria uma "caixa postal" ( daquelas dos Correios, físicas, "reais" ) em Miami. Quando fizer compras nos EUA, basta indicar o endereço que eles fornecerem e, em alguns dias ( na verdade, semanas ) você recebe suas compras aqui no Brasil, com todos os impostos pagos. Tudo preto no branco.

Claro que isso não vale apenas para jogos. Aquela TV de plasma com 42'' nunca esteve tão próxima, hein?!

Como nada é perfeito, você precisa fazer as contas com muito cuidado. Lembre-se: eles vão cobrar 60% sobre o valor do bem importado, com exceção de livros, para pagar os impostos. Além disso, ainda cobrarão o frete ( 1kg de mercadoria custa US$ 30,40 para o interior de Minas ) e mais 7% sobre o imposto de importação pago ( aqueles 60%, lembra? ), que é a taxa alfandegária. A anuidade do serviço custa US$ 48,00.

Por exemplo: você ficou louco para comprar aquela miniatura do Líder Optimus, à venda na Amazon. US$ 72,90 é um pouco salgado mas... poxa... foram 20 anos de espera! Assinando o serviço da Lanbox, lá se vão mais US$ 48,00. Como o brinquedo pesa 1kg e você mora no sul de Minas, são mais US$ 30,40. Daí, 60% de US$ 72,90 são outros US$ 43,74, com mais US$ 4,00 de taxa alfandegária ( é... tem valor mínimo de US$ 4,00 ). Então, noves fora, você vai gastar a bagatela de US$ 199,00. E pode dormir sossegado, porque não lesou o fisco.

Claro que, durante um ano, a taxa de US$ 48,00 será diluída. Compensa? Em certos casos, quando a empresa não entrega fora dos EUA, certamente. Mas, para produtos de até US$50,00, talvez seja melhor pedir para aquele seu amigo enviar ( de pessoa física para pessoa física )...

relacionados


Comentários