Meio Bit » Baú » Hardware » Agora vai: Pentágono escolhe Super Tucano em licitação para Afeganistão

Agora vai: Pentágono escolhe Super Tucano em licitação para Afeganistão

Embraer vence licitação no Pentágono e fornecerá 20 aviões Super Tucano A-29 para o Afeganistão.

27/02/2013 às 23:59

tucano-colombian-air-force

O programa LAS – Light Air Support estava encalacrado faz tempo. Mesmo com a Embraer vencendo a licitação em 2011, a concorrência chorou, brigou, entrou na Justiça, apelou para o patriotismo, reclamando de ameaçar empregos americanos comprando um avião feito na América Latina, mas não adianta, a nega tá lá dentro.

A Força Aérea dos EUA cancelou a licitação, anulando assim a ação judicial. Fez uma nova licitação, dizem as más línguas favorável ao AT-6 Texan II, mas no final deu Brasil nas cabeças. Além de ser uma plataforma confiável, barata, pé-de-boi e eficiente, o A-29 Super Tucano é usado em 11 países, tendo registradas 28 mil horas em combate.

A idéia é treinar os pilotos afegãos no uso de uma aeronave excelente para suporte a tropas em solo, com muito mais tempo sobre o alvo que um jato, bem mais barata, de manutenção simples e que não represente ameaça caso os EUA resolvam brigar com o Afeganistão daqui a alguns anos.

Dado o histórico do Super Tucano, ele é excelente para isso. Que o digam os traficantes que foram mandados para o Inferno por este Super Tucano da Força Aérea Colombiana:

O programa renderá inicialmente US$427.459.708,00 para a EMBRAER, podendo chegar a US$950 milhões. Inclui 20 aviões, peças de reposição, treinamento, computadores de planejamento de missão simuladores de vôo e várias outras miudezas. As primeiras unidades serão entregues em 2015, com previsão de término em 2019.

Fonte: AFT.

relacionados


Comentários