Meio Bit » Baú » Hardware » Arena — Não exatamente escudos defletores mas chega perto

Arena — Não exatamente escudos defletores mas chega perto

Olha o Arena em ação: esse sistema de proteção ativa russo impede que uma granada-foguete atinja o tanque!

24/02/2013 às 23:58

Num mundo ideal unidades de combate combateriam seus análogos – aviões contra aviões, navios contra navios, tanques contra tanques, mas quando a guerra moderna fugiu do modelo de grandes batalhas planejadas pela OTAN e pelo Pacto de Varsóvia, as unidades blindadas se mostraram muito mais vulneráveis a armas simples como RPGs do que se imaginava.

A correria foi grande, mas enquanto as blindagens eram razoavelmente melhoradas, as armas contra elas se mostravam cada vez mais superiores. Um RPG hoje pode romper mais de um metro de aço, é inviável querer deter isso na marra.

Entre os vários mecanismos de defesa criados, um dos mais eficientes são os Sistemas de Proteção Ativa, como o Arena russo.

A idéia é que um radar doppler escaneie continuamente o espaço em torno do veículo e identifique objetos vindo em direção a ele entre 70 e 700 metros por segundo. Uma série de algoritmos determina se é uma ameaça real ou um projétil de pequeno calibre. Também determina se está indo ou vindo, projéteis em direção oposta ao veículo tendem a não ser perigosos.

Se for decidido que o bicho está pegando, o Arena escolhe uma das 26 cargas explosivas colocadas em volta do veículo e a detona quando o projétil inimigo estiver chegando perto. Muito perto. Isso faz com que ele se desestabilize e exploda inofensivamente (do ponto d vista de quem está dentro do tanque).

“Ah, mas um negócio desses explodindo não mata quem estiver do lado de fora?” Se você estiver do lado de fora de um tanque em uma zona de ataque de RPG, azar o seu.

Veja funcionando, é impressionante!

relacionados


Comentários