Meio Bit » Baú » Internet » Pow, email jah era, kara...

Pow, email jah era, kara...

23/07/2007 às 9:53

meiobit-emo.jpg

Aparentemente email é coisa de velho. E Instant Messenger também não está com nada.

Uma matéria da cnet entrevistou vários jovens empreendedores. Martina Butler, do podcast Emo Girk Talk diz que só usa email para negócios e falar com patrocinadores. Muitas vezes ela diz "te passei um email" mas na verdade mandou uma mensagem via Myspace ou Facebook.

Isso foi durante a conferência Mashup 2007, um evento com vários outros conferencistas, como Asheem Badshah, que declarou "Para mim instant messenger morreu, foi substituído por SMS. Facebook vai tomar o lugar do email para comunicação com certas pessoas".

Nota: Segundo a cnet na platéia havia um representante da Microsoft, muito interessado no que estava sendo dito e apresentado. Percebe-se que a empresa não quer arriscar ficar para trás em nenhum mercado.

Os jovens presentes demonstraram uma clara preferência por redes sociais, mas apresentaram o problema de que não há interoperabilidade entre elas. Você vai para uma rede, perde os amigos de outra. Sugeriram que uma grande aplicação seria uma rede social que integrasse as outras, como o Trillian (ou o Adium, para os illuminati) integra diversas redes, sem se tornar corrente de nenhuma.

Como no Brasil a única rede social que deu certo foi o Orkut, não estamos vendo ainda esse fenômeno, que muito provavelmente não ocorrerá aqui. Mesmo assim acredito que isso não passe de uma fase. Quando as reais necessidades de comunicação profissional surgirem, as redes sociais não terão como competir com as aplicações dedicadas. Uma coisa é mandar scraps ou PMs para alguém, a outra é fazer follow-up de um documento, seja na IBM, seja no escritório da mais despojada e informal startup.

De qualquer jeito eu lamento essa onda não pegar por aqui. Seria maravilhoso saber que os emos e miguxas estão parando de usar email, e assim não teriam como falar comigo, mesmo que por engano.

Fonte: c|net

relacionados


Comentários