Meio Bit » Arquivos » Mobile » Causou acidente fatal por causa de celular? Cadeia nela.

Causou acidente fatal por causa de celular? Cadeia nela.

23/07/2007 às 7:07

meiobit-rachelbegg.jpgUma vez estava em um táxi, umas 11 da noite, no Centro do Rio. Passando por uma rua menor, vi que mais adiante um ônibus havia parado no ponto. Passou, a uns 50Km/h um carro do nosso lado. A motorista, com celular na orelha e balançando a cabeça, compenetrada na conversa. Soltei na hora: "vai bater".

Não deu outra. A motorista compenetrada deu uma BELA penetrada no ônibus, parado no ponto. Ela não era burra total, pois estava de cinto. Mesmo assim conseguiu o prodígio de acertar um veículo parado, com apenas três carros na rua. Quando passamos do lado, ela estava com as mãos levantadas, no gestual "o quê aconteceu?". Confesso, não resisti: Meti a cara pra fora e soltei: "BEM FEITO!"

Agora leio que na Inglaterra aconteceu coisa pior. Rachel Begg é uma IRRESPONSÁVEL de 19 anos que durante uma noite chuvosa, perto do aeroporto de Newcastle, bateu na traseira de Maureen Waites, uma avó, de 64 anos, que estava indo buscar a irmã no aeroporto.

O acidente foi em uma reta. Rachel estava a 140Km/h.

A assassina admitiu que estava enviando mensagens do celular logo antes do acidente. Investigações da Scotland Yard determinaram que o telefone de Rachel foi usado nove vezes nos quinze minutos que antecederam ao acidente.

A condenação foi de 4 anos de detenção em uma instituição penal para jovens, e suspensão da carteira (ou carta, pros mano) por 5 anos. Estima-se que ela saia em 2 anos.

Portanto disso tudo tiro algumas conclusões:

1 - Dirigir falando ao celular é uma atitude idiota. Mandando SMS é pior ainda

2 - Ou a Rachel conseguiu que o Johnny Cochran assumisse o caso, usando a Defesa Chewbacca, ou então o sistema judiciário inglês é tão ridículo e paternalista com mortes de trânsito quanto o brasileiro. Se for o caso, tanto na Inglaterra quanto no Brasil se você quiser mesmo se livrar de algum desafeto, é melhor e mais divertido passar por cima dele com um Hummer do que apelar pra terceirização.

Fonte: Telegraph, BBC, Post Chronicle

relacionados


Comentários