Meio Bit » Arquivos » Hardware » Projeto pedagógico do OLPC inclui lição de anatomia?

Projeto pedagógico do OLPC inclui lição de anatomia?

20/07/2007 às 12:13

meiobit-olpc.jpg

Vejam esta manchete do BR-Linux: alunos dos testes do OLPC usam laptop de 100 dólares para fazer download de pornografia.

Segundo a Reuters representantes da NaN, News Agency of Nigeria declararam ter encontrado imagens pornográficas em diversos computadores:

Esforços para promover o aprendizado através de laptops em uma escola pública em Abuja saíram de controle, com os alunos navegando livremente por sites adultos com material sexual explícito"

A culpa é do OLPC? Sinceramente espero que ninguém diga isso. A meu ver ter capacidade para baixar sacanagem é um ponto positivo para qualquer equipamento.

Também é preciso definir direito o que é que deve ser passível de culpa. Um leitor do BR-Linux comenta:

Foram as crianças mesmo, ou amigos mais velhos ou parentes?

Se uma criança ja procura por pornografia por si mesma (dependendo da idade da criança) isto eh um sinal que alguma coisa esta errada (ou fora do lugar)

Foram as crianças, meu caro. Freud demonstrou o que todo mundo sabia mas tinha vergonha de admitir: Crianças são curiosas, crianças são conscientes do próprio corpo e da própria sexualidade. Elas vão procurar sacanagem, seja na Internet, seja espiando debaixo da saia da professora, ou vendo a tia trocar de roupa pelo buraco da fechadura. Relaxe. Não há nada de errado com essas crianças.

O único iludido aí é o responsável pela implantação do projeto, tão imbuído de seus ideais de liberdade, pedagogia e democracia, que jamais imaginou que as nobres criancinhas sedentas de saber também teriam sede de fotos safadas.

O mundo real é bem diferente das salas-modelo que estampam nos folders desses projetos. Você vai ter SIM criança atrás de sacanagem, criança roubando senha da outra, e como foi mostrado em um vídeo sobre o OLPC, muita criança usando Orkut o dia inteiro.

Eu sei que vai contra os ideais de Liberdade e Democracia, mas quem não quiser isso em sua escola, vai ter que colocar um firewall, um proxy e vigiar o que as crianças estão fazendo. Ou então trocar os alunos por crianças idealizadas que só usarão seus laptops de €100,00 para o Bem, o Aprendizado e atividades sociais construtivas. Você conhece alguma criança assim? É, nem eu.

relacionados


Comentários