Meio Bit » Baú » Internet » Britânicos descobrem que hashtag, mesmo de sóbrio, não tem dono.

Britânicos descobrem que hashtag, mesmo de sóbrio, não tem dono.

13/02/2013 às 21:20

BBC

A absoluta maioria das empresas foi arrastada para a Web 2.0 se debatendo e protestando. Dividir seu conteúdo entre vários provedores significa perda de controle, e ninguém quer perder o controle. A Microsoft chegou a criar um site de vídeos, antes de se render ao YouTube. A Apple ainda amaldiçoa internamente ter que adicionar suporte a Facebook e Twitter ao iOS. Bolas, EU fico chateado de ter que depender do Disqus para gerenciar comentários no MeioBit.

Agora com o Twitter a moda é esmolar hashtags, na tentativa de faturar um Trending Topic, que na mente louca do Twitter (e de quem paga) pode custa US$200 mil, se comprado.

Pode reparar, séries adoram enviar #nomedasérie no rodapé. Durante o carnaval a Globo conseguia esmolar atenção no Twitter e exibir mensagens dos espectadores, SEM mencionar o termo “Twitter”.

O problema é que não há controle sobre quem usa as tags, e depois que esse pequeno gênio sai da garrafa, já era. Quando um estagiário da agência de RP da Susan Boyle resolveu divulgar a festa do novo álbum da cantora no Twitter, não pensou duas vezes (na verdade não pensou uma) e soltou a tag:

#Susanalbumparty

Anal Bum Party chega a ser uma redundância, pois segundo o Urban Dicionary “bum” não só é termo britânico para bunda, mas como verbo significa “To fuck someone up the arse.”

A hashtag se espalhou feito fogo. Claro.

Agora um pessoal descobriu que as buscas com a tag sugerida pela British Broadcast Company, #BBC retornam conteúdo bem mais avantajado entumecido e cheio de veias do que espectadores comentando sobre Top Gear.

#BBC é uma tag usada por um subgrupo da internet interessado em… Big Black Cocks.

O Twitter já avisou que não tem nada a ver com isso, que não censura nada e conteúdo explícito no máximo pedem que seja marcado como tal. E como é impossível de qualquer jeito filtrar todo mundo que usa a tal tag, não tem jeito. Um dos dois mais ter que ceder, e aposto que será a BBC quem abaixará a cabeça diante dos BBCs do Twitter, e sugerirá a seus espectadores outra tag. Ou não, inglês é bicho esquisito mesmo…

Fonte: DD

relacionados


Comentários