Meio Bit » Baú » Games » Ex-funcionário diz porque a Microsoft não comprou a Sega

Ex-funcionário diz porque a Microsoft não comprou a Sega

11/02/2013 às 10:00

dori_drea_11.02.13

Alguns deverão se lembrar que na época em que começaram a surgir os rumores de que a Sega deixaria de fabricar consoles a Microsoft seria uma das interessadas em adquirir a empresa japonesa e depois de ter revelado que a gigante de Redmond teria entrado para esse mercado apenas para bater de frente com a Sony, Joachim Kempin explicou porque o negócio nunca foi concretizado.

Havia três companhias naquele momento, acho que eram a Sony, a Sega e a Nintendo. Sempre existiu o papo de que talvez compraríamos a Sega ou algo parecido; aquilo nunca se materializou, mas nós pudemos licenciar o que eles chamavam de Windows CE, o irmão mais novo do Windows, para rodar no console deles e assim criar sua plataforma.

Mas para o Bill Gates aquilo não era o suficiente, ele não achava que a Sega tivesse força suficiente para eventualmente parar a Sony, então fizemos o Xbox.

Kempin só parece ter esquecido que naquela ocasião nem mesmo a Microsoft teve capacidade de encarar a Sony e embora o primeiro console da empresa fosse tecnicamente mais poderoso que um Playstation 2, seu desempenho comercial esteve muito abaixo do concorrente e o segundo aparelho da família Playstation acabou se tornando o videogame mais vendido da história.

Contudo, a investida da Microsoft mostrou que a empresa sabia o que estava fazendo, com o seu sucessor se saindo muito melhor e se a missão de parar a Sony não foi alcançada, nesta geração eles no mínimo conseguiram encarar a concorrência de frente, mostrando-se um adversário de respeito.

[via IGN]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários