Meio Bit » Baú » Software » E não é que o Coldfusion não morreu?

E não é que o Coldfusion não morreu?

15/07/2007 às 6:49

meiobit-coldfusion.gif Houve uma época em que o Coldfusion quase virou moda. O PHP ainda era desconhecido ou nem existia, a web dinâmica era basicamente feita em ASP e não havia NADA que oferecesse uma integração, mesmo que mínima, entre layout e programação. A idéia de usar tags para isso foi revolucionária, e vários sites grandes gostaram da idéia MAS...

O Coldfusion era caro (ainda é, a versão enterprise hoje custa Seis Mil Dólares) e o ASP vinha di grátis junto com o Windows. Os designers não queriam aprender a mexer com aquilo e os programadores, bem, eles já mexiam com asp, não viam vantagem em aprender mais uma linguagem.

Mesmo assim o Coldfusion não morreu. Acho que ele sempre teve uma imagem não-beligerante, nunca foi realmente antagonista de ninguém, isso ajudou. Fora que a vantagem de nunca ter sido moda é que você não sai de moda, como aconteceu com o Perl.

Por ser uma ferramenta madura ainda há um outro benefício: O Coldfusion atrái profissionais maduros. Um bom exemplo é o Alex Hubner, do CFGigolô. Ele escreveu um excelente texto em seu blog, falando da história do Coldfusion, oferecendo teorias dos motivos deste nunca ter realmente decolado e do estado da tecnologia no Brasil. Deve ser lido por todo mundo que quer deixar de ter uma visão imediatista e maniqueísta do mundo da TI.

relacionados


Comentários