Meio Bit » Baú » Games » Arcadecraft, um jogo onde seremos o dono de um fliperama

Arcadecraft, um jogo onde seremos o dono de um fliperama

04/02/2013 às 10:00

dori_arc_04.02.13

Por mais que a maior parte deles fossem antros repletos de vagabundos, os fliperamas da década de 80/90 eram lugares que muitos de nós adorávamos visitar, simplesmente porque neles haviam jogos que nunca imaginaríamos que um dia poderíamos rodar em nossos consoles. Hoje encontrar um deles é uma tarefa quase impossível e mais difícil ainda deve ser controlar um desses estabelecimentos, mas se você quiser aceitar o desafio e não correr o risco de perder dinheiro no processo, conheça o Arcadecraft.

Lançado através do canal independente da Xbox Live, o título foi desenvolvido pela Firebase Industries e pode ser adquirido por 240 MS Points, o equivalente a US$ 3 e a intenção é lançá-lo também para o PC, com uma versão para o Windows 8 já em desenvolvimento, além da tentativa de colocá-lo no Steam através do Greenlight. Outra promessa é a de que caso o game faça sucesso, novas máquinas, móveis e até locais sejam adicionados gratuitamente.

Com cada partida se passando num período de seis anos, talvez o game não tenha a profundidade de um RollerCoaster Tycoon ou um SimCIity, mas nele poderemos dar um nome à nossa loja, escolher a cor das paredes, mudar o piso ou espalhar neon pelo lugar para deixá-lo o mais chamativo possível. Mas como o que interesse num fliperama são suas máquinas, saiba que o Arcadecraft nos oferecerá 80 delas, nos permitindo alterar a dificuldade dos jogos e o preço que os usuários terão que pagar para aproveitar cada um deles.

Entre os desafios que teremos que enfrentar estão os defeitos nas máquinas, lidar com o público, a concorrência dos consoles e a mudança na indústria, o que certamente nos deixará em maus lençóis para pagar os empréstimos que fizemos para comprar novos arcades e como diz o próprio release do game, “tentando construir uma fortuna, uma moeda por vez.

[via Joystiq]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários