Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Descoberto um dos primeiros usos de computação gráfica. Claro, era safadeza.

Descoberto um dos primeiros usos de computação gráfica. Claro, era safadeza.

25/01/2013 às 19:15

safadeza

A imagem acima, tão inocente que podemos mostrar sem o Google reclamar era um escândalo nos anos 50, quando foi criada por um programador desocupado da IBM, trabalhando para o Departamento de Defesa dos EUA, e exigiu um computador de 1,89 bilhões de dólares em dinheiro atual, e um dos primeiros monitores de vídeo.

Veja este vídeo descrevendo o equipamento:

O SAGE - Semi-Automatic Ground Environment acumulava dados de radares com informações de planos de vôo de aviões comerciais e militares, comparando e identificando os objetos não-identificados. Em teoria se um bombardeiro soviético invadisse o espaço aéreo do NORAD, seria eliminado por misseis ou caças.

O computador tinha um backup, assim quando um estava em manutenção o outro estava em uso. Foi o segundo computador capaz de processar dados em tempo real, com uptime de 100%.

Um belo dia um programador resolveu experimentar os recursos do monitor raster scan, uma tecnologia que não funciona por pixels, mas pela movimentação de um “cursor” na tela. Imagine aquele brinquedo Traço Mágico, mas virtual.

Aqui as histórias divergem. Uns dizem que o desenho de uma pin-up pelada em posição provocante na tela de 19 polegadas era parte de um software de diagnóstico, exibida no final da migração de dados diária entre os dois computadores. Outros dizem que era só sacanagem mesmo.

Como o ambiente era 100% masculina, com gente abaixo dos 30, o desenho persistiu por vários anos, sendo aprimorado por outros programadores.

A versão original era compilada de um programa guardado em 97 cartões perfurados.

A tecnologia evoluiu muito, mas não deixa de ser curioso que os peitos dessa pin-up dos anos 50 consigam ser mais redondos e realistas do que os das primeiras versões da Lara Croft.

Fonte: The Atlantic

relacionados


Comentários