Meio Bit » Baú » Internet » Inglaterra prende 3 cyber-troll-terroristas

Inglaterra prende 3 cyber-troll-terroristas

05/07/2007 às 16:49

meiobit-trolls.jpg

Tariq Al-Daour, Younes Tsouli e Waseem Mughal eram especializados em montar websites advogando violência contra infiéis (basicamente, eu, você, sua namorada e o resto do mundo não-muçulmano) pregando a morte destes (nós) e o uso de todo tipo de recurso em prol do Islã.

Em seu poder foram achados CDs com instruções para confecção de bombas, venenos, trajes de homens-bomba e armadilhas, as populares IED - Improvised Explosive Device.

Nenhum dos três praticou nenhum ato físico, mas passaram pelo menos um ano incitando outros a cometer atos violentos, através de seus websites e SPAM. (ok, ainda por cima são spammers. Pena que a Inglaterra aboliu a pena capital)

Um deles foi flagrado em conversas online falando sobre patrocinar atos terroristas E se tornar "o novo Osama", além de justificar ataques suicidas.

Ah, também confessaram uma acusação de fraude online no valor de 1.8 milhão de libras esterlinas, envolvendo cartões de crédito e bancos.

Tsouli de 23 anos, foi condenado a 10 anos. Al-Daour, dos Emirados Árabes, tem 21 e vai pagar uma etapa de 6 anos e meio. Já o 3o elemento, Mughal, é inglês mesmo, tem 24 e vai ver o sol nascer quadrado por sete anos e meio.

O caso é um exemplo quase didático de que Liberdade de Expressão não significa abrir mão de responsabilidades. Se você convence ou incita um sujeito a matar alguém, você É SIM co-responsável. A Internet é ótima mas não é terra-de-ninguém. Se você tem uma existência física (ou seja, não é um desenvolvedor OS/2) você pode e será responsabilizado pelo que disser online. Seja no Orkut, seja no 72Virgins, o Portal da AlQaeda.

Fonte: Breitbart.com

relacionados


Comentários