Meio Bit » Arquivos » Indústria » Microsoft Remix 2007 – O inimigo de meu inimigo é meu amigo ou quase isso

Microsoft Remix 2007 – O inimigo de meu inimigo é meu amigo ou quase isso

03/07/2007 às 16:44

remixlinux.jpg

No segundo dia do Remix 2007 Roberto Prado, responsável pela área de Open Source da Microsoft Brasil e do portal Porta 25, fez a melhor apresentação até então. Basicamente detalhou a estratégia da Microsoft de migrar para serviços, e de como a interoperabilidade era essencial para isso.

De cara foram mais ecumênicos que a Apple. Lembram quando da apresentação do Safári para Windows o mercado de navegadores para Steve Jobs se resumia a Explorer, Safári e "outros"? Bem, tinha até logo do Opera na apresentação do Roberto.

Os dados apresentados também foram bem interessantes. A idéia de brigar com o Linux se mostra idiota, pois nas palavras dele, o problema não é o Linux. Ele e o Windows no Brasil têm o mesmo inimigo, que consome 1/3 da verba de TI no país: Chama-se mainframe.

O Brasil é o lugar (tirando EUA) onde mais se usa mainframe, e nem o Linux nem a Microsoft têm representatividade nessa área. (NÃO, querido stallmanzinho, VM/CMS, OS/390 e similares não vão ser trocados por Linux, desculpe)

Para invadir esse mercado é preciso apresentar um pacote completo de soluções, isso inclúi a palavra-mágica, que vai colocar os SUSEs da vida na dianteira: INTEROPERABILIDADE. O cliente está pouco se lixando se o ambiente é heterogêneo. Ele quer mapear um disco no Mac, no Linux e no Windows com a mesma facilidade.

Se o meu Windows dissesse "Ei, é um Mac, eu não faço filesharing com Macs" eu ficaria muito, muito irritado. Se o Ubuntu falar "Sua impressora não é livre, me recuso a imprimir nela" o que você diria? Agora transporte isso para uma corporação.

Roberto também falou do laboratório de Open Source que a Microsoft tem na Unicamp, onde são desenvolvidos projetos de interoperabilidade e capacitação dos alunos, treinando-os para pensar ambientes heterogêneos como os encontrados no Mundo Real.

Competição a sério? Google. Motivo? Simples: O mercado de publicidade online é pelo menos 5x maior que o mercado de software, onde alguém vai investir? Compare o custo de desenvolvimento de um sistema operacional e o custo de desenvolvimento de uma ferramenta online. O que você prefere? Investir 5 anos para então entrar no mercado, do zero, ou investir um ano e já sair faturando?

Curiosidade: O Windows Me não é exatamente visto como uma obra-prima pela empresa 😉

Migração para plataforma x86: Muita gente saindo de RISC e preferindo a plataforma Intel/AMD. Até Hollywood já viu a vantagem desse hardware. Shrek III por exemplo foi renderizado em servidores HP com processadores Opteron da AMD, rodando Linux.

relacionados


Comentários