Meio Bit » Arquivos » Games » Gabe Newell fala sobre SteamBox e o futuro

Gabe Newell fala sobre SteamBox e o futuro

09/01/2013 às 15:00

dori_ste_09.01.13

Esta semana o mundo dos games deu uma bela sacudida com a confirmação de que a Valve está mesmo prestes a se aventurar no mercado de hardware e ninguém melhor para falar sobre o assunto do que Gabe Newell, um dos principais responsáveis pelo enorme sucesso da companhia.

Em uma entrevista muito interessante, o fundador e diretor da Valve falou sobre o que espera para o futuro dos jogos eletrônicos e esclareceu alguns pontos sobre o SteamBox, como o fato de que o aparelho montado pela Xi3 não ser o único que levará o nome do sistema de distribuição digital.

Nós teremos o nosso próprio [SteamBox] e o venderemos para os consumidores. Ele rodará Linux e se você quiser instalar o Windows, poderá fazer. Não queremos fazer dele uma caixa fechada.

Qualquer PC pode servir múltiplos monitores, então, ao longo do tempo, com a próxima geração [pós-Kepler] você poderá ter uma GPU que ofereça oito jogos simultaneamente. Então você poderá ter um PC, oito televisões e oito controles, com todo mundo obtendo uma ótima performance. Nós estamos acostumados a usar um monitor, dois monitores – agora iremos expandir isso um pouco.

Newell revelou ainda que atualmente eles estão trabalhando com a nVidia para a criação de um sistema que consiga transmitir o conteúdo do PC para todas as televisões da casa (Shield?), mas que alguns aspectos ainda são considerados um problema, como a interação com navegadores e como fazer com que todos os jogos funcionem com um joystick.

Eu considero está investida da Valve extremamente válida, principalmente por ter como foco levar os jogos de PC para a sala, contudo, tenho um certo receio de que essa ideia de lançar SteamBoxes fabricados por inúmeras empresas possa prejudicar a marca e quem viveu a época do 3DO deve lembrar como tudo terminar.

Porém, aquilo que realmente tem me incomodado é não ver nenhum diferencial que me faria investir num desses aparelho, já que qualquer PC teoricamente faria o mesmo que ele e isso faz chegar a conclusão de que talvez eu não seja o público alvo da Valve, que está mirando apenas nos jogadores de console e que não estejam dispostos a montar um computador.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários