Meio Bit » Baú » Games » Latência é o que está atrapalhando a realidade virtual

Latência é o que está atrapalhando a realidade virtual

02/01/2013 às 16:00

dori_vr_02.01.12

Por mais que a realidade virtual seja uma das promessas mais interessantes da indústria de games, a tecnologia nunca conseguiu se tornar popular e para Michael Abrash, engenheiro da Valve, o atraso na resposta dos comandos realizados pelo usuário é o que está nos impedindo de ter acesso a aquilo que pode aumentar incrivelmente a imersão nos jogos eletrônicos.

Os jogos normalmente possuem latência de 50 ms ou maior (as vezes muito maior) do movimento do mouse até a execução na tela, embora eu tenha visto números tão baixos quanto 30 ms para jogos graficamente mais simples que estejam rodando com o vsync desligado. Por outro lado, posso te dizer por experiência própria que mais do que 20 ms é demais para realidade virtual e especialmente realidade aumentada, mas pesquisas indicam que 15 ms pode ser o começo, ou mesmo 7 ms.

Quando se trata de realidade virtual e realidade aumentada, a latência é fundamental – se você não tem uma latência baixa o suficiente, é impossível entregar uma boa experiência, quero dizer, objetos virtuais que os seus olhos e cérebro aceitem como reais.

Mas se você gostaria que isso se tornasse realidade logo, Abrash disse que ainda não há uma maneira de construir esses óculos com baixa latência, alta resolução, tamanho e peso reduzido e principalmente, baixo custo de produção, o que lhe deixa em dúvida sobre quando esse cenário mudará, algo que pode começar a acontecer com o lançamento do Oculus Rift.

A ideia é legal, se bem executada poderá mudar completamente a indústria, mas será que sou o único a sentir desconforto só de pensar em encarar duas ou três horas jogando com um trambolho desses na cabeça?

[via Polygon]

relacionados


Comentários