Meio Bit » Baú » Games » Presidente da SOE defende jogos Free-to-Play e ataca a Zynga

Presidente da SOE defende jogos Free-to-Play e ataca a Zynga

20/12/2012 às 14:30

dori_ps2_18.12.12

Apesar dos jogos Free-to-Play terem ganhado relevância nos últimos meses, não há como negar que o modelo ainda desperta uma certa desconfiança nas pessoas, que muitas vezes associam esses títulos a produções de baixa qualidade e que visam apenas lucrar com a micro transações, prejudicando aqueles que não gastam dinheiro com itens.

Pois para John Smedley, presidente da Sony Online Entertainment, aos poucos esse cenários está mudando e ele aproveitou para apontar o principal culpado para os F2P carregarem essa imagem.

Na Ásia os jogos gratuitos tem predominado por anos, mas só agora temos visto esses games se tornarem populares em todo o planeta. O League of Legends, por exemplo, é o maior jogo do mundo no momento. Ponto. Ele possui 70 milhões de usuários registrados, três milhões de pessoas assistindo seus campeonatos.

Acho que a Zynga causou um terrível prejuízo aos jogos Free-to-Play porque muitos dos seus lançamentos são produtos de monetização e não jogos. A verdade é que agora existem vários grandes jogos gratuitos, incluindo os nossos e penso que agora o PlanetSide 2 faz parte da biblioteca de jogos Free-to-Play da comunidade.

Smedley porém afirmou que o modelo não matará a venda tradicional de jogos, já que de acordo com o executivo há certas áreas em que ele não funciona, como no caso dos jogos muito grandes e que ocupam um Blu-Ray inteiro, tornando inviável a sua distribuição pela internet.

Na minha opinião o problema nem estaria aí, embora ele de fato exista, mas na maneira como as produtoras conseguirão lucrar com jogos voltados para um jogador e enquanto não for lançado algo neste estilo e que dispense o pagamento para jogarmos, continuarei achando que o F2P só funciona no multiplayer.

[via PCGamer]

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários