Meio Bit » Baú » Games » Gamers e Avatares femininos: Isso é esquisito?

Gamers e Avatares femininos: Isso é esquisito?

17/06/2007 às 19:10

meiobit-avatares.jpg

Não é o Fugita. É o Choi Seang Rak, um Coreano. Seu avatar se chama Uroo Ahs, é uma Anã-Ferreira, no Lineage II. E o fato do Fugita Choi Seang usar um avatar feminino quer dizer muito pouco sobre ele. Mesmo assim é um mistério como os "especialistas" e "psicólogos" não apareceram em hordas, ainda, denunciando essa perigosa tendência que está desvirtuando a orientação sexual da juventude.

Na verdade escolher um avatar pode ser muito simples ou muito complicado. Já vi skins completos para o Medal of Honor, recriando um pracinha da FEB. Trabalho cuidadoso e de qualidade. Exceto em jogos de extrema interação social, como um Second Life da vida, o gênero do avatar não é lá tão importante. Muitos jogadores escolhem seu personagem mais por seus poderes e características do que por gênero.

Mesmo assim, se você acha que seu filho está correndo o risco de escorregar no quiabo por causa de um videogame, preocupe-se mais com o quê ele joga do que como joga. Se seu garoto gosta de Tomb Raider, estar "jogando com uma garota" não é exatamente um problema. Já se ele pediu uma cópia de Hello Kitty Island Adventure de aniversário, é hora de tirar o Júnior da aula de Biodança e colocar no Judô.

Para outras imagens de gamers e seus avatares, visite este slideshow do New York Times.

relacionados


Comentários