Meio Bit » Arquivos » Mobile » YouTube para dispositivos móveis

YouTube para dispositivos móveis

16/06/2007 às 21:18

meiobit-youtubemovel.jpg

O YouTube pode ser unanimidade no mundo dos PCs, mas estava longe de ter uma presença no mundo dos PDAs e smartphones, pois embora esses dispositivos tenham algum suporte a Flash, o mesmo é -sejamos sinceros- capenga. Mas mesmo que o suporte fosse completo, os vídeos em Flash como os do YouTube são aplicações que consomem MUITA CPU, fora da capacidade de um reles telefone.

Para não perder esse mercado, entretando, o YouTube se adaptou. Criou uma versão bem leve de seu site, acessível através da URL http://m.youtube.com e nela disponibilizou seus vídeos. Em formato reduzido e codificados em formato H.264. A aplicação ainda consome muita banda, em se tratando de celulares, onde geralmente pagamos por byte baixado, mas esquecendo o lado financeiro, o YouTube Mobile funciona muito bem. Exceto quando não funciona.

Explico: Em dispositivos móveis não temos uma integração entre componentes e plugins como no PC. Ao selecionar o link de um vídeo no celular, o mesmo não é executado dentro do navegador, mas repassado para a aplicação responsável por executar aquele tipo de arquivo. Como uma instância do MediaPlayer aparecendo quando um vídeo streaming é selecionado.

Isso significa que uma outra aplicação será iniciada, esta terá que verificar condições de rede, algumas vezes solicitar uma conexão (que já está estabelecida) e (muito frequentemente) perderá sincronismo com o navegador.

No caso do N80, é aberto o RealPlayer, que nos sistemas Symbian funciona muito bem, obrigado. Nada daquele bloatware/spyware/chatoware da versão do PC.

Ou melhor: Funciona depois de uma ligeira gambiarra. O link é repassado pelo navegador, mas não abre em 75% das vezes. "Invalid URL". Na 4a tentativa, tudo abre.

O teste foi feito em um Nokia N80 acessando via WIFI, e folgo em dizer que quando funciona essa versão mobile do YouTube é excelente. Não há qualquer atraso, buffering (e isso no RealPlayer, o programa que inventou o buffering) nem aquelas paradas típicas do YouTube "de verdade".

Se você tem acesso a uma rede WIFI e um PDA/Smartphone, vai se divertir muito com essa versão do YouTube. Do contrário, recomendo um plano de dados ilimitado, antes de começar a brincar.

Quanto aos vídeos, ainda estão convertendo o acervo, a versão mobile é muito limitada, sequer tem vídeos da Luciana Vendramini, e isso é inadmissível.

relacionados


Comentários