Meio Bit » Baú » Indústria » Dell abandona mercado de celulares. Dejavu?

Dell abandona mercado de celulares. Dejavu?

14/12/2012 às 15:38

ripdell

Eu tenho uma relação de amor e ódio com a Dell. É a marca que mais recomendo quando me pedem dica de computador, pois sei que não vão me aporrinhar cobrando suporte. São pés-de-boi que nem os Lenovos e o Pentium IV da minha irmã funciona até hoje. Só que nunca foi uma marca pra consumidor final.

Em tempos onde até a HTC já fazia embalagens leais, meu Axim x51v aí da foto veio em várias caixas de papelão cor de papelão, sem nenhum cuidado com apresentação. Ótimo para o mundo corporativo mas não para pessoas.

Acostumada com vendas em quantidades industriais a Dell nunca entendeu o mercado formiguinha, nunca teve que criar um público do zero. Nada exemplifica mais isso do que as tentativas frustradas em lançar máquinas rodando Linux. As vendas eram pífias, e em poucos meses eram descontinuadas.

Com o mercado de PDAs foi até pior. A Dell chegou a ter o melhor equipamento do mercado, o já citado Axim x51v, mas em dois anos a família inteira foi exterminada. Depois disso ela saiu do ramo de portáteis, só pra voltar, com o Streak, um tabletfone trambolho, o Dell Venue, celular Android, e o Dell Venue Pro, celular Windows Phone.

Todos rodaram. Agora a Dell deixou bem claro: Está fora do mercado de smartphones. De vez. Jura. A sério..

O que incomoda não é o entra-e-sai (epa!) é que a Dell não dá chance a si mesma. A Samsung penou até conseguir produzir equipamentos decentes, mas insistiu, investiu e hoje é o único nome relevante fora Apple. A Dell poderia ter esse lugar, mas a cobrança interna parece impedir. Tudo tem que ser sucesso imediato, vender muito e vender rápido.

Diz a Dell que se dedicará aos tablets Windows 8.

Nós que já vimos o filme várias vezes, sabemos como vai terminar. Estou inclusive marcando na agenda para daqui a dois anos, para escrever sobre o triste fim.

relacionados


Comentários