Meio Bit » Baú » Games » Guardians of Middle-Earth e o sistema de certificação dos consoles

Guardians of Middle-Earth e o sistema de certificação dos consoles

07/12/2012 às 8:15

dori_guar_04.12.12

Embora as lojas virtuais dos consoles tenham dado uma enorme contribuição para a distribuição digital, a política de certificação adotada pelas fabricantes está longe de ser a ideal, principalmente quando se trata do lançamento de atualizações para os games.

Isso acaba sendo um enorme entrave para alguns gêneros que precisam ganhar modificações constantemente, como é o caso dos MOBAs e com o lançamento do Guardians of Middle-Earth acontecendo esta semana, ninguém sabia ao certo como a Monolith faria parta manter sua criação equilibrada e a solução encontrada por eles é simples, porém genial.

De acordo com o produtor Bob Roberts, para não depender do caro e lento processo de certificação imposto por Sony e Microsoft, a saída será manter na nuvem o banco de dados de balanceamento do jogo, sendo assim, sempre que uma modificação precisar ser feita, basta alterarem os arquivos e todos os jogadores serão afetados. É claro que isso exigirá um download toda vez que iniciarmos o game, mas Roberts garante que o update será pequeno, lhes permitindo fazer melhorias todos os dias, se for necessário.

Já o produtor sênior Ruth Tomandl admite que esta não é uma estratégia inédita, já que outras empresas a utilizaram anteriormente e ressaltou que o estúdio precisará tomar todo o cuidado do mundo pois algumas pessoas poderão tentar modificar as características do personagens para obter vantagens nas partidas.

Acho a ideia muito legal, mas a única coisa que continuo na dúvida é se que o gênero conseguirá agradar nos consoles.

[via VG247]

relacionados


Comentários