Meio Bit » Baú » Fotografia » iTunes sem DRM mas com seu nome no arquivo

iTunes sem DRM mas com seu nome no arquivo

01/06/2007 às 21:15

O pessoal do ArsTechnica analisou músicas compradas do
iTunes
sem DRM
e descobriu que
algumas
informações dos usuários estão "encodadas" junto ao arquivo
. O nome e o
email aparecem em uma análise dos bytes. O TUAW, blog especializado em Apple,
confirma
o achado
. Na verdade a Apple sempre colocou esse tipo de informação nas
músicas que vende, mas em um arquivo criptografado protegido por DRM não é tão
simples encontrá-los.

A polêmica começa quando se confunde "sem-DRM" com pirataria. Não é porque
agora existe música sem proteção que você pode distribuir arquivos a torto e
direito. Continua ilegal do mesmo jeito. O que você está comprando é a
possibilidade de ouvir sua música da forma que bem entender, nada mais do que
isso. Como seu nome e e-mail estão lá, se você distribuir tais arquivos por
meios ilegais será possível rastrear a fonte.

Teoricamente não há o que temer em termos de privacidade. A música foi
comprada para você usar, e ninguém mais. Mas ter seu nome e email armazenados
nesses arquivos digitais desprotegidos dá um frio na espinha. Imaginem se seu
iPod cheio de músicas sem DRM legalmente adquiridas for roubado e seu conteúdo
parar nas redes P2P. Vão achar que você é a fonte do vazamento. Mas isso não
difere muito de quando sua carteira é roubada com todos aqueles documentos e
cartões em seu nome. Podem ser usados de forma errada.

Acho que o melhor seria a Apple colocar uma marca d'água com um código anônimo
que só ela saberia relacionar a um usuário. Isso não tiraria deles o poder de
descobrir as fontes de vazamento, se é essa a função desta identificação.

[via
Linha
Defensiva
,
ArsTechnica,
TUAW
e
EFF]

relacionados


Comentários