Meio Bit » Arquivos » Games » Campanha fracassa no Kickstarter e culpa seria do Kinect

Campanha fracassa no Kickstarter e culpa seria do Kinect

29/11/2012 às 10:00

dori_kung_29.11.12

Quem aí se lembra do Kung Fu Superstar? Anunciado em maio deste ano, o jogo seria a aposta de um novo estúdio formado por ex-integrantes da EA, Lionhead Studios e Codemasters e como tanto outros projetos ultimamente, resolveu apostar no Kickstarter para conseguir o financiamento para sair do papel.

A meta do pessoal da Kinesthetic Games era atingir £200 mil, mas faltando apenas cinco dias para o término da campanha, apenas pouco mais de £36 mil foi obtido e durante uma entrevista o criador Kostas Zarifis disse porque as pessoas não acreditaram no simulador de artes marciais que funcionaria com o Kinect.

Todos nós sabemos o que a maioria dos jogadores hardcore pensam sobre os sensores de movimentos. Não estamos falando de indiferença, estamos falando de ódio e por uma boa razão. Desde a criação dos controles com sensores de movimentos eles tem sido constantemente tratados com títulos decepcionantes, como o Rise of Nightmares, Kinect Star Wars, Steel Battalion: Heavy Armor... e a lista continua.

Segundo o game designer, um grande erro do estúdio foi não ter deixado claro desde o início que o game também poderia ser jogado com um controle normal e que a menos que você seja uma empresa já estabilizada, se torna muito difícil chamar a atenção no Kickstarter. Por fim, ele revelou que a Kinesthetic Games será dissolvida e que mais preocupante do que um possível fracasso do Kickstarter, é a constatação de que jogos hardcore utilizando sensores de movimentos não deverão se tornar tão comuns quanto podíamos imaginar.

Acho que posso dizer que para mim o Kinect tem se mostrado uma grande decepção, nem tanto pela falta de jogos mais complexos para ele, mas pelo fato de o acessório não funcionar como deveria devido a falta de precisão e por isso espero que quando os sucessores do Xbox 360 e do Playstation 3 forem anunciados, as fabricantes não tentem me convencer de que os sensores de movimentos são uma boa coisa e que os joysticks tradicionais continuem sendo o foco da próxima geração.

[via Eurogamer]

relacionados


Comentários